Efeitos do betacaroteno e do tabagismo sobre a remodelação cardíaca pós-infarto do miocárdio

Resumo

OBJETIVO: Analisar os efeitos do betacaroteno no processo de remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio (IAM), em ratos expostos à fumaça do cigarro. MÉTODOS: Após o IAM, os animais foram divididos em quatro grupos: 1) grupo C, 24 animais que receberam dieta-padrão; 2) grupo BC, 26 animais que receberam betacaroteno; 3) grupo EFC, 26 animais que receberam dieta-padrão e foram expostos à fumaça de cigarro; e 4) grupo BC+EFC, 20 animais que receberam betacaroteno e foram expostos à fumaça de cigarro. Após seis meses, foi realizado estudo morfofuncional. Utilizou-se significância de 5%. RESULTADOS: em relação às áreas diastólicas (AD) e sistólicas (AS), os valores do grupo BC foram maiores que os do grupo C. Considerando a AD/peso corporal (PC) e AS/PC, os valores do grupo BC+EFC foram maiores que os valores de C. em relação à fração de variação de área, foram observadas diferenças significativas entre EFC (valores menores) e C (valores maiores) e entre BC (valores menores) e C (valores maiores). Não foram observadas diferenças entre os grupos em relação ao tamanho do infarto. O grupo EFC apresentou valores maiores da área seccional dos miócitos (ASM) que os animais-controle. em adição, o grupo BC+EFC apresentou maiores valores de ASM que BC, EFC e C. CONCLUSÃO: Após o infarto do miocárdio, o tabagismo e o betacaroteno promoveram intensificação do processo de remodelação cardíaca; houve potencialização dos efeitos deletérios no processo de remodelação com os dois tratamentos em conjunto.
OBJECTIVE: To analyze the effects of beta-carotene on the ventricular remodeling process following myocardial infarction (MI) in rats exposed to cigarette smoke. METHODS: After acute myocardial infarction (AMI), the animals were divided into four groups: 1) Group C, 24 animals that were given standard diet; 2) Group BC, 26 animals that were given beta-carotene; 3) Group ECS, 26 animals that were given standard diet and were exposed to cigarette smoke; and 4) Group BC+ECS, 20 animals that were given beta-carotene and were exposed to cigarette smoke. After six months, a morphofunctional study was performed. We used a 5% significance level. RESULTS: As regards diastolic areas (DA) and systolic areas (SA), the values for the BC group were higher than those for the C group. If DA/body weight (BW) and SA/BW are considered, the values for group BC+ECS were higher than the values for group C. As regards the fractional area change, we observed significant differences between ECS (lower values) and C (higher values) and between BC (lower values) and C (higher values). Differences between groups regarding infarction size were not observed. The ECS group presented higher values for myocyte cross-section area (MCA) than control animals. Additionally, the BC+ECS group presented higher MCA values than the BC, ECS and C groups. CONCLUSION: After myocardial infarction, smoking and beta-carotene intensified the heart remodeling process; harmful effects of the remodeling process were heightened when the two treatments were used in conjunction.

Descrição

Palavras-chave

Betacaroteno, tabagismo, infarto do miocárdio, remodelação ventricular, Betacarotene, smoking, myocardial infarction, ventricular remodeling

Como citar

Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 89, n. 3, p. 151-157, 2007.