Caracterização do óleo de frutos de tucumã (Astrocaryum aculeatum) para produção de biodiesel

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-11-20

Orientador

Melo, Wanderley José de
Melo, Gabriel Maurício Peruca de

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Ciência do Solo) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Na região Amazônica Sul - Ocidental encontram-se espécies cujos frutos encerram quantidade apreciável de óleo com valor econômico para diferentes aplicações industriais, como a produção de biodiesel. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o potencial do óleo de tucumã (Astrocaryum aculeatum) para produção de biodiesel. Os frutos de tucumã foram colhidos em áreas ao longo das BR- 364 e BR-317 a aproximadamente 150 km de Rio Branco - AC. Dos frutos, avaliou-se a massa, e posteriormente foram despolpados com a finalidade de separá-los em: polpa (epicarpo + mesocarpo), castanha ou caroço (endocarpo) e amêndoas (semente retirado do interior do endocarpo), cujas massas também foram determinadas. A extração do óleo de cada fração foi feita por prensagem. Foram avaliados os teores de lipídios totais na amêndoa e na polpa, o rendimento aparente da prensa e as características físico-químicas e cromatográficas do óleo extraído. O valor médio de lipídios totais na amêndoa foi de 21,9%, enquanto que o valor médio de lipídios totais na polpa foi de 31,9%. Observou-se um rendimento aparente de 70-73%. Os valores médios de densidade, viscosidade, índice de acidez, índice de iodo, índice de peróxido e índice de saponificação foram, respectivamente, 0,903 ± 0,003 g cm-3; 76,3 ± 1,6 mm2 s-1; 7,11 ± 1,47 mg KOH g-1; 113,84 ± 3,28 g I2 10-2 g-1; 30,79 ± 0,39 meq kg-1; 211,38 ± 1,68 mg KOH g-1. Atrávez da cromatografia gasosa pode se determinar que 56,5% da fração dos ácidos graxo do óleo de tucumã foi constituída por ácidos graxos saturados. O tucumanzeiro é uma espécie que possui boa produtividade em óleo, mesmo em solos ácidos e com baixa fertilidade, apresentando potencial para ser utilizado como uma fonte adicional de renda pelas comunidades da Amazônia

Resumo (inglês)

In southwestern Amazonia, various plant species produce oil-rich fruits that have economic potential for the production of biodiesel. To evaluate the potential of oils extracted from tucumã palm fruits (Astrocaryum aculeatum), we collected fruits from pasture areas along the BR-364 and BR-317 highways, approximately 150-km from Rio Branco, Acre, Brazil, Fruits were weighed, depulped, and separated into three components: pulp (epicarp + mesocarp), nut or seed (endocarp), and kernel (extracted from the endocarp). Each component was weighed and subjected to oil extraction using a mechanical press. The oil obtained was analyzed for density and viscosity, as well as acidity, iodine, peroxide, and saponification values. The total lipids average content in the kernel was 21.9%, while the mean total lipids content in the pulp was 31.9%. An apparent yield of 70-73% was observed. Physicochemical data analyses revealed significant differences in viscosity and acidity index values among fruit samples. Average density, iodine, peroxide, and saponification values were 0.903 ± 0.003 g cm-3; 76.3 ± 1.6 mm2 s-1; 7,11 ± 1.47 mg KOH g-1; 113.84 ± 3.28 g I2 10-2 g-1; 30.79 ± 0.39 meq kg-1; 211.38 ± 1.68 mg KOH g-1, respectively. Through gas chromatography could determine that 56.5% of fat acids portion in the tucumã oil was saturated fat acids. The tucumã palm is a good oil producer specie, even in acid and low fertility soils, showing a potential to be used as an additional income to be used by the Amazonic communities

Descrição

Idioma

Português

Como citar

ZANINETTI, Rean Augusto. Caracterização do óleo de frutos de tucumã (Astrocaryum aculeatum) para produção de biodiesel. 2009. xi, 47 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2009.

Itens relacionados