Caracterização da capacidade operacional de pulverizadores de barras no Brasil dos anos de 2008 a 2018

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-02-17

Orientador

Antuniassi, Ulisses Rocha

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O objetivo com este trabalho foi determinar a capacidade de campo operacional de pulverizadores de barras em fazendas de produção de grãos nas cinco regiões geográficas do Brasil. O estudo se baseou em dados coletados em inspeções periódicas de pulverizadores no período de 2008 a 2018. As inspeções foram realizadas pelo Projeto de Inspeção Periódica de Pulverizadores (IPP - FCA/UNESP -Botucatu/SP), dentro das atividades do Programa de Aplicação Responsável (PAR), projeto de parceria entre a empresa Corteva Agriscience e a Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais (FEPAF). As inspeções ocorreram durante os treinamentos oferecidos para os produtores de grãos, sendo avaliados 523 pulverizadores distribuídos em 283 na região Centro-Oeste, 41 na região Nordeste, 17 na região Norte, 57 na região Sudeste e 125 na região Sul. A partir dos dados coletados nas inspeções foi possível desenvolver uma metodologia para determinar a capacidade de campo operacional dos pulverizadores e calcular valores médios para cada região brasileira. Os resultados mostraram a evolução da capacidade operacional dos pulverizadores ao longo dos anos, obtendo-se padrões regionalizados na evolução da capacidade de campo operacional. O trabalho permitiu identificar dois perfis tecnológicos bem distintos: Centro-Oeste, Nordeste e Norte com pulverizadores de maior capacidade operacional e o Sudeste e Sul com os pulverizadores de menor capacidade. A região Nordeste se destacou por ter maior capacidade de campo operacional média, com 36,25 ha h-1 e a região Sul a menor, com 9,09 ha h-1. Os pulverizadores automotrizes apresentam em uma média nacional de capacidade operacional da ordem de 25,07 ha h-1, tratando 4,2 vezes mais que os pulverizadores montados e 2,5 vezes que os pulverizadores de arrasto. Identificou-se uma tendência de crescimento da capacidade operacional dos pulverizadores, com destaque para os pulverizadores automotrizes.

Resumo (inglês)

This study aimed to determine the operational field capacity of bar sprayers on grain production farms in the five geographic regions of Brazil. The study was based on data collected from periodic spraying inspections from 2008 to 2018. The inspections were performed by the Project of Periodic Inspection of Sprayers (IPP - FCA / UNESPBotucatu City / São Paulo State) related to the development of activities within a Responsible Application Program (PAR), partnership project between the company Corteva Agriscience and Agricultural and Forestry Studies and Research Foundation (FEPAF). The inspections have occurred during the training offered to grain producers evaluated 523 sprayers distributed in 283 in the Midwest, 41 in the Northeast, 17 in the North, 57 in the Southeast and 125 in the South. From the data collected in the inspections, it was possible to develop a methodology to determine the operational field capacity of the sprayers and calculate average values by the Brazilian region. The results showed that the evolution of the sprayers operational capacity over the years, obtaining regionalized standards in the evolution of the operational field capacity. In this way, the work was divided into two distinct technological profiles: Midwest, Northeast and North with sprayers with greater operational capacity and Southeast and South with sprayers with less capacity. The Northeast region have been detached for having greater average operational field capacity, with 36.25 ha h-1 and the South region the lowest, with 9.09 ha h-1 . Self-propelled sprayers have a national average operating capacity of around 25.07 ha h-1 , treating 4.2 times more than mounted sprayers and 2.5 times that of trailed sprayers. A growth trend was identified in the sprayer’s operational capacity, with emphasis on self-propelled sprayers.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores