Utilização da levedura alcoólica (Sacharomy cerevisae) como fonte protéica na alimentação de juvenis de pacu (Piractus mesopotamicus, Pisces, Teleostei): aspectos metabólicos e de desempenho produtivo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

1996-09-13

Autores

Pádua, Delma Machado Cantisani [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

The present experiment assessed the effect of inclusion of different levels of the single cell protein molasses yeast (Saccharomyces cerevisiae) in the diet of juvenile pacu (Piaractus mesopotamicus) replacing fish meal. Five isoproteic (26 % CP) and isocacloric (4000 kcal GE/kg) diets were formulated in which the levels of substitution by yeast were 25, 50, 75 and 100 % and tested in two periods, following a Split Plot in Time design. Diets were fed twice a day ad libitum. Two hundred fish were allotted in 20 cement tanks of 1330 l, with continuous water flow, and sampled at 45 and 87 days after start feeding. It was possible to include until 75 % of molasses yeast in substitution of fish meal without negative effects in the parameters analyzed. The highest level of yeast in the diet (100 %) showed delayed growth, with low specific growth rate and did not affected significantly the body composition, excepting for higher mineral content. The same level of yeast provoked high mortality of fish. Its was observed hyperglycemia and decrease in liver glycogen, total liver lipid content and plasma protein in fish fed on diet containing 100 % molasses yeast. Following the same pattern of response hepatocytes showed the lowest area and volume of cytoplasm, at the same treatment. Increase in hematocrit levels appeared at 100 % molasses yeast diet only at 87 days. The other molasses yeast diets (25, 50 and 75 %) presented similar performance compared to control diet. Concluding, the results of the present study suggest that the diet with total replacement of fish meal by molasses yeast showed an antinutritional effect
O presente experimento avaliou o efeito de diferentes níveis de levedura seca de destilaria alcoólica (Saccharomyces cerevisiae) em dietas para juvenis de pacu (Piaractus mesopotamicus) sobre aspectos do metabolismo, desempenho produtivo e composição corporal. Em delineamento em blocos casualizados, em esquema de parcela subdividida no tempo (Split Plot in Time) foram testados quatro níveis de substituição da farinha de peixe por levedura, 25, 50, 75 e 100 %, com duas avaliações, aos 45 e 87 dias do início do experimento. As dietas foram fornecidas duas vezes ao dia, ad libtum. Duzentos peixes foram distribuídos em 20 tanques com capacidade para 1330 l, instalados no interior de uma estufa e com fluxo individual de água. Os parâmetros de qualidade de água mantiveram-se adequados ao longo do experimento. Foi possível a substituição da farinha de peixe por levedura até o nível de 75 % sem se constatar prejuízo nos diversos parâmetros analisados. O nível mais elevado de levedura na dieta (100 %) levou aos piores resultados de desempenho produtivo, com menor taxa de crescimento instantâneo. Não houve influência significativa dos tratamentos sobre a composição corporal dos peixes, exceto pela maior concentração de material mineral no corpo dos peixes que receberam 100 % de substituição. Este nível de substituição provocou alta mortalidade. Foi observado, nos peixes alimentados com dietas contendo 100 % de substituição de farinha de peixe por levedura, hiperglicemia e decréscimo no glicogênio hepático, conteúdo total de lipídios e proteína plasmática. Seguindo o mesmo padrão de resposta, os hepatócitos apresentaram a mais baixa área e volume do citoplasma no mesmo tratamento. Aumento nos níveis de hematócrito foram detectados nos peixes que receberam dieta com 100 % de proteína fornecida pela levedura, aos 87 dias. As demais dietas com levedura...

Descrição

Palavras-chave

Peixe - Alimentação e rações, Pacu (Peixe), Metabolismo, Desempenho, Corpo - Composição, Levedos, Fishes Food

Como citar

PÁDUA, Delma Machado Cantisani. Utilização da levedura alcoólica (Sacharomy cerevisae) como fonte protéica na alimentação de juvenis de pacu (Piractus mesopotamicus, Pisces, Teleostei): aspectos metabólicos e de desempenho produtivo. 1996. 120 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Centro de Aquicultura, 1996.