Reavaliação da via aérea do paciente obeso, submetido à cirurgia bariátrica, após a redução do índice de massa corpórea

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-07-29

Autores

Lima Filho, José Admirço [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A dificuldade na intubação traqueal é causa de mortalidade em anestesiologia e pode estar relacionada à obesidade. Reconhecer o paciente com intubação difícil contribui para o sucesso da abordagem da via aérea, contudo os parâmetros preditores de intubação difícil não estão bem estabelecidos. A classificação de Mallampati, a distância interincisivos, a circunferência do pescoço, a distância tireomentoniana, a conformação da face e a presença da síndrome da apnéia obstrutiva do sono (SAOS) são parâmetros que podem indicar a intubação difícil. O tratamento cirúrgico da obesidade proporciona redução do índice de massa corpórea (IMC), com estabilização deste por volta de dois anos. Assim, o objetivo desta pesquisa foi reavaliar os parâmetros acima descritos com os valores obtidos antes da cirurgia. Cinquenta e um pacientes de ambos os sexos, foram avaliados no período pré-operatório, quanto ao IMC, a classificação de Mallampati, a circunferência do pescoço, a distância interincisivos, a distância tireomentoniana e o grau da SAOS por meio da polissonografia. Após dois anos da cirurgia e redução do IMC para valores inferiores a 35 kg.m-2 os valores preditores de intubação difícil foram reavaliados por outro médico anestesiologista que possuía apenas o conhecimento do IMC prévio. Foram excluídos nove pacientes, uma gestante, dois por não redução do IMC e seis por recusa. Executada reavaliação dos parâmetros supracitados. Para os pacientes que não realizaram nova polissonografia foi aplicada a escala de sonolência de Epiworth. Dos 42 pacientes reavaliados, 17 foram do sexo masculino e os restantes do feminino. Todos apresentaram redução do IMC, da circunferência do pescoço da distância interincisivos e tireomentoniana. Apenas um paciente apresentou redução na escala de Mallampati e somente 4 pacientes realizaram a polissonografia...
Difficulty in intubation is a cause of mortality in anesthesiology and may be related to obesity. Recognize the patient with difficult intubation contributes to a successful approach to air, however the parameters predictive of difficult intubation is not well established. The Mallampati classification, the distance interincisal, neck circumference, the distance thyromental, the conformation of the face and the presence of the syndrome of obstructive sleep apnea (OSA) are parameters that may indicate difficult intubation. Surgical treatment of obesity provides a reduction of body mass index (BMI), with this stabilizing around two years. The objective of this research was to reassess the parameters described above with the values obtained before surgery. Fifty-one patients of both sexes were evaluated during the preoperative period, with respect to BMI, Mallampati classification, neck circumference, the distance interincisal, distance thyromental and degree of OSA by polysomnography. After two years of surgery and reduction of BMI to less than 35 kg.m-2 values predicting difficult intubation were reviewed by another anesthesiologist who had only prior knowledge of the IMC. Excluding nine patients, one pregnant, two by not reducing the BMI and six refused. Performed reassessment of the parameters mentioned above. For patients who did not undergo polysomnography was applied to Epiworth Sleepiness Scale. Of the 42 patients reviewed, 17 were male and the rest of feminino.Todos showed reduction in BMI, neck circumference, distance and interincisal thyromental. Only one patient showed a reduction in the scale of Mallampati and only four patients underwent polysomnography. The reduction ... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Anestesiologia, Obesidade, Cirurgia, Airway, Obesity

Como citar

LIMA FILHO, José Admirço. Reavaliação da via aérea do paciente obeso, submetido à cirurgia bariátrica, após a redução do índice de massa corpórea. 2010. 68 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2010.