O fazer teórico-prático do nutricionista na estratégia saúde da família: representações sociais dos profissionais das equipes

dc.contributor.advisorJúnior, Rodolpho Telarolli [UNESP]
dc.contributor.advisorMachado, Maria Lúcia Teixeira [UNESP]
dc.contributor.authorCamossa, Ana Cristina do Amaral [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:23:34Z
dc.date.available2014-06-11T19:23:34Z
dc.date.issued2010-09-14
dc.description.abstractA nutrição exerce um papel fundamental na promoção da saúde dos indivíduos e na redução dos fatores de risco para o desenvolvimento de doenças, realizando ações de caráter coletivo e preventivo. No entanto, estudos demonstram um número reduzido de nutricionistas atuando em Saúde Coletiva. Recentemente, a Estratégia Saúde da Família foi apresentada como proposta de reorientação do modelo assistencial em saúde, substituindo o modelo médico hegemônico. Embora preconize o trabalho interdisciplinar e multiprofissional, o que se observa, na prática, é a predominância de equipes mínimas, com a participação do nutricionista em menos de 5% das equipes. Neste contexto, o objetivo do trabalho foi conhecer as representações sociais construídas pelos profissionais das equipes de saúde da família sobre o fazer teórico-prático do nutricionista. A pesquisa foi realizada em duas Unidades de Saúde da Família de um município do interior do estado de São Paulo e os sujeitos do estudo foram 27 profissionais das equipes de saúde da família, eleitos por critério intencional. Tratou-se de um estudo descritivo-exploratório com abordagem qualitativa, apropriando-se do referencial teórico das Representações Sociais. A coleta de dados foi realizada no período de dezembro de 2008 a março de 2009, por meio de entrevistas semi-estruturadas. Para a interpretação dos dados, seguiram-se os passos operacionais propostos por Minayo (2007). Da análise dos dados, emergiram 5 grandes temas: o nutricionista na ESF, a abordagem de questões alimentares pelos profissionais da equipe de saúde da família, a educação nutricional, problematizando a ausência do profissional nutricionista nas equipes de saúde da família e o trabalho em equipe. As principais representações obtidas com relação ao nutricionista foram aquelas relacionadas ao seu papel de prescrever dietas...pt
dc.description.abstractNutrition plays a fundamental role in promoting the health of individuals and reducing risk factors for the development of diseases, performing collective and preventive actions. However, studies show a small number of dietitians working in Public Health. Recently, the Family Health Strategy was presented as a proposal to reorient the health care model, replacing the hegemonic medical model. While advocating an interdisciplinary and multidisciplinary work, which is observed in practice is the dominance of teams minimum, with the participation of nutritionists in less than 5% of the teams. In this context, the objective was to understand the social representations built by the professionals of family health on the work of nutritionist. The survey was conducted in two units of Family Health of a municipality in the State of São Paulo and the study subjects were 27 professionals of teams of family health, elected by intentional criteria. This was a descriptive exploratory study with a qualitative approach, appropriating the theoretical framework of Social Representations. Data collection was conducted from December 2008 to March 2009, through semi-structured interviews. In interpreting the data, we followed the operational steps proposed by Minayo (2007). Five major themes emerged from data analysis: dietitian in the ESF, the approach to food issues by the team of family health, nutrition education, questioning the absence of professional nutritionists in family health teams and teamwork. The main representations with respect to nutritionist were those related to their role in prescribing diets. However, results also revealed a movement for change in the conception of professional role, as evidenced by a wider knowledge about the functions and duties of the dietitian. Most health professionals feel unprepared to deal with food issues and there was no doubt about the importance... (Complete abstract click electronic access below)en
dc.description.sponsorshipUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.format.extent200 f.
dc.identifier.aleph000630134
dc.identifier.capes33004030055P6
dc.identifier.citationCAMOSSA, Ana Cristina do Amaral. O fazer teórico-prático do nutricionista na estratégia saúde da família: representações sociais dos profissionais das equipes. 2010. 200 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, 2010.
dc.identifier.filecamossa_aca_me_arafcf.pdf
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/88659
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectNutricionistaspt
dc.subjectRepresentações sociaispt
dc.subjectNutrição - Educaçãopt
dc.subjectSocial Representationsen
dc.subjectNutrition Educationen
dc.subjectQualitative Researchen
dc.titleO fazer teórico-prático do nutricionista na estratégia saúde da família: representações sociais dos profissionais das equipespt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Araraquarapt
unesp.graduateProgramAlimentos e Nutrição - FCFARpt
unesp.knowledgeAreaCiências nutricionaispt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
camossa_aca_me_arafcf.pdf
Tamanho:
1.4 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format