Influência da declividade e exposição no desenvolvimento do milho (Zea mays L.)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-02-28

Autores

Oliveira, Jean Lucas Pereira

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Visto que a demanda de produção de alimentos é crescente no mundo, surge a necessidade de se utilizar melhor os recursos disponíveis nas áreas de cultivo agrícola. O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da interação entre declividades do terreno e exposição à radiação solar no desenvolvimento e produtividade da cultura do milho em cada uma das condições de superfície e, além disso, avaliar o índice de estresse hídrico da cultura. O experimento foi conduzido na safra 2018/2019 no município de Jaboticabal, SP, Brasil, na FCAV/UNESP, em estrutura que simula diferentes condições de exposições e declividades. No primeiro, o delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema 6x4 com cinco repetições, sendo seis declividades (0,10,20,30,40 e 50%) e quatro exposições (Norte, Sul, Leste e Oeste). Foram avaliados componentes fitotécnicos da cultura: altura e massa de matéria seca de planta, massa de mil grãos, produtividade. No segundo trabalho, foram utilizadas três declividades (0, 30 e 50%) e duas exposições (Norte e Sul). Após verificação da normalidade dos dados, usou-se análise de variância pelo Teste F e, quando necessário, aplicou-se o teste de Tukey (p<0,05) para comparação das médias. A exposição da cultura do milho influenciou no desenvolvimento das variáveis diâmetro do colmo, massa de grãos, número de fileiras por espiga e produtividade. O índice de estresse hídrico varia de acordo com a exposição a que as plantas estão submetidas aos raios solares.
Since the demand for food production is growing in the world, there is a need to make better use of the resources available in agricultural cultivation areas. The objective of the study was to evaluate the effect of the interaction between land slopes and exposure to solar radiation on the development and productivity of the corn crop in each of the surface conditions and, in addition, to evaluate the water stress index of the crop. The experiment was conducted in the 2018/2019 harvest in the municipality of Jaboticabal, SP, Brazil, at FCAV / UNESP, in a structure that simulates different conditions of exposures and declivity. In the first, the design used was completely randomized, in a 6x4 scheme with five repetitions, six slopes (0.10,20,30,40 and 50%) and four exposures (North, South, East and West). Crop phytotechnical components were evaluated: height and dry matter of plant, mass of a thousand grains, productivity. In the second study, three slopes (0, 30 and 50%) and two exposures (North and South) were used. After verifying the normality of the data, analysis of variance was used by the F Test and, when necessary, the Tukey test (p <0.05) was applied to compare the means. The exposure of the corn crop influenced the development of the stem diameter, grain mass, number of rows per ear and productivity variables. The water stress index varies according to the exposure to which the plants are exposed to sunlight.

Descrição

Palavras-chave

Productivity, Slopes and exposures, Surfaces

Como citar