Biocompatilibidade in vivo de implantes de titânio submetidos ao processo biomimético

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2002-02-13

Orientador

Carvalho, Yasmin Rodarte
Oliveira, Marize Varella de

Coorientador

Pós-graduação

Biopatologia Bucal - ICT

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Propõe-se neste estudo avaliar a neoformação óssea no interior dos poros e ao redor de implantes porosos de titânio, submetidos ao processo biomimético modificado, inseridos em tíbias de coelhos. Foram confeccionados 180 implantes de titânio puro grau 2, com porosidade controlada, obtidos por meio da metalurgia do pó. Noventa implantes foram pré-tratados com solução de NaOH à 130ºC/1h, submetidos à temperatura de 200ºC/1h e posteriormente imersos em fluido corpóreo simulado modificado por 14 dias. Os implantes foram inseridos em 30 coelhos sendo que cada um recebeu 3 implantes tratados na tíbia esquerda e 3 sem tratamento na tíbia direita. Os animais foram sacrificados em 15, 30 e 45 dias após a cirurgia e os fragmentos das tíbias contendo os implantes foram submetidos à análise histológica, histomorfométrica e teste mecânico de cisalhamento. A análise microestrutural das amostras foi realizada por microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectrometria por energia dispersiva de raios X (EDS) e espectroscopia Raman e a avaliação da neoformação óssea por microscopia de luz (MO) e MEV, comparando implantes sem tratamento com aqueles submetidos ao tratamento biomimético. O EDS indicou que a superfície do implante após o tratamento biomimético continha principalmente cálcio (Ca) e fósforo (P) além da presença de titânio. A Espectroscopia Raman do implante de titânio, após o tratamento biomimético, indicou pico característico e de grande magnitude a 960cm-1 devido à formação de uma camada de hidroxiapatita. As imagens ao MO e MEV demonstraram que houve neoformação óssea na interface osso-implante e no interior dos poros, inclusive naqueles mais centrais. Observou–se que a porcentagem média de neoformação óssea nos implantes tratados nos três tempos de sacrifício foi maior do que nos implantes não tratados, sendo observada diferença...

Resumo (inglês)

The purpose of this study is to define the coating on porous titanium implants submitted to modified biomimetic process and to evaluate bone neoformation inside the porous and around these implants when inserted in tibiae of rabbits. One hundred and eighty pure titanium implants, fabricated by powder metallurgy, were made. Ninety implants were pretreated with NaOH solution at 130ºC/1h and submitted to the temperature of 200ºC/1h and immersed in modified simulated body fluid for 14 days. The implants were inserted in 30 rabbits; each rabbit received 3 treated implants in the left tibia and 3 untreated implants in the right tibia. The animals were sacrificed after 15, 30, and 45 days of surgery and the tibia fragments containing the implants were submitted to histological and histomorphometric analyses and shear strength test. The microstructure analysis of the samples was performed by scanning electron microscope (SEM), energy dispersive spectrometry (EDS) and Raman spectroscopy; the bone neoformation was evaluated by light microscopy (MO) and SEM comparing only sinterized implants with those submitted to biomimetic treatment. The EDS indicated that the implant surface after biomimetic treatment contained mainly calcium (Ca) and phosphorous (P) in addition to the presence of titanium. The Raman spectroscopy of the titanium implant, after biomimetic treatment, indicated the formation of a hydroxyapatite layer due to the characteristic peak and of great magnitude at 960cm-1. The MO and SEM images showed bone neoformation on the interface bone-implant and inside the porous, including the most internal ones. It was observed that the mean percentage of bone neoformation in the treated implants for the three sacrifice periods were higher than the untreated implants, statistically significant for the 15-day period. The mechanical test showed that the coated implants... (Complete abstract, click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

MACHADO, Ana Cristina Posch. Biocompatilibidade in vivo de implantes de titânio submetidos ao processo biomimético. 2008. 137 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de São José dos Campos, 2008.

Itens relacionados