Comportamento do andar com perturbação motora e cognitiva em pacientes com síndrome parkinsoniana

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-11-13

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A síndrome parkinsoniana pode se apresentar de duas formas: doença de Parkinson idiopática (DPId) e parkinsonismo atípico (DPAt). Ambas as doenças apresentam semelhanças nos sinais e sintomas motores e não-motores. O comportamento do andar tem sido estudado sob diferentes paradigmas experimentais, tanto por meio de análises biomecânicas como por testes clínicos. Considerando o número crescente de pacientes com síndrome parkinsoniana, a ampliação da abrangência amostral para esta população no entendimento do comportamento do andar se faz necessária para que programas de intervenção, por meio do exercício físico, possam aplicar o conhecimento gerado nos estudos em ambientes laboratoriais. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi analisar e comparar as alterações no andar com perturbações motora (andar em tandem) e cognitiva (tarefa dupla cognitiva) de pacientes com DPId e DPAt. Neste estudo, 21 pacientes, sendo 11 com DPId e 10 com DPAt, percorreram um carpete de 5,74 m de comprimento com sensores de pressão. Quatro condições experimentais, com 3 tentativas para cada uma, apresentadas em bloco randomizado, foram realizadas: andar usual, andar em tandem, andar usual com tarefa dupla e andar em tandem com tarefa dupla. Para a tarefa dupla, um áudio com um conjunto de números (0 a 9) foi executado enquanto o participante percorreu a passarela e, ao final, o participante expressou quantas vezes ouviu determinado número (definido antes do início da tentativa). As variáveis analisadas foram: duração e velocidade da passada, tempo em duplo suporte, e fase de apoio. Para análise estatística, ANOVAs two way com fator para grupo e condição, com medidas repetidas para o fator condição, foram empregada. A ANOVA revelou interação entre grupo e condição para duração da passada (p= 0,05), tempo em duplo suporte (p= 0,028), fase de apoio (p =0,04) e velocidade da passada (p= 0,02). O teste post hoc indicou que apenas o grupo DPAt aumentou a duração da passada, o tempo de apoio e o duplo suporte, e reduziu a velocidade do andar na condição com tarefa dupla, comparado a tarefa simples. A partir dos resultados apresentados, podemos concluir que, os participantes do grupo DPAt apresentaram maiores alterações no andar usual com tarefa dupla comparado ao grupo DPId. Sendo assim, idosos do com Parkinsonismo atípico se mostram mais suscetíveis à demanda cognitiva quando comparados aos idosos com doença de Parkinson idiopática.
Parkinsonian syndrome can manifest in two forms: idiopathic Parkinson's disease (DPId) and atypical parkinsonism (DPAt). Both diseases exhibit similarities in motor and non-motor signs and symptoms. Gait behavior has been studied under different experimental paradigms, both through biomechanical analyses and clinical tests. Considering the increasing number of patients with parkinsonian syndrome, expanding the sample scope for this population in understanding gait behavior becomes necessary so that intervention programs, through physical exercise, can apply the knowledge generated in laboratory environments. Thus, the aim of this study was to analyze and compare changes in gait with motor disturbances (tandem walking) and cognitive disturbances (dual cognitive task) in patients with DPId and DPAt. In this study, 21 patients, 11 with DPId and 10 with DPAt, walked on a 5.74 m long carpet with pressure sensors. Four experimental conditions, with 3 trials each, presented in a randomized block, were performed: usual walking, tandem walking, usual walking with dual task, and tandem walking with dual task. For the dual task, an audio with a set of numbers (0 to 9) was played while the participant walked the runway, and at the end, the participant reported how many times a specific number was heard (defined before the trial started). The analyzed variables were: stride duration, stride velocity, time in double support, and stance phase. For statistical analysis, two-way ANOVAs with group and condition as factors, with repeated measures for the condition factor, were employed. The ANOVA revealed an interaction between group and condition for stride duration (p = 0.05), time in double support (p = 0.028), stance phase (p = 0.04), and stride velocity (p = 0.02). Post-hoc testing indicated that only the AP group increased stride duration, time in double support, and double support, and reduced walking velocity in the dual task condition compared to the single task. From the presented results, we can conclude that participants in the DPAt group showed greater changes in usual walking with a dual task compared to the DPId group. Thus, elderly individuals with atypical parkinsonism appear to be more susceptible to cognitive demands when compared to those with idiopathic Parkinson's disease.

Descrição

Palavras-chave

Comportamento do andar, Doença de Parkinson, Controle postural, Equilíbrio dinâmico, Gait behavior, Parkinson's disease, Postural control, Dynamic balance

Como citar