Qualidade da carcaça e carne de novilhas angus-nelore em sistemas integrados de produção agropecuária

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-02-06

Autores

Neves, Franciely de Oliveira

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo da pesquisa foi avaliar o impacto de diferentes níveis de sombreamento no desempenho, na qualidade da carcaça e da carne de novilhas Angus-Nelore em sistemas de integração pecuária floresta (IPF) com duas densidades de eucalipto (IPF-1: 187 e IPF-2: 446 árvores ha-1) e sistema convencional (SC). O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com três tratamentos e quatro repetições por tratamento, totalizando 12 parcelas experimentais. Foram utilizadas 72 novilhas Angus-Nelore com peso médio inicial de 383 ± 30,92 kg, nos quais foi avaliado o desempenho animal durante a fase terminação. Após o abate dos animais, foram coletadas 48 amostras do músculo Longissimus thoracis para as análises de qualidade da carcaça e carne. Não foram encontradas diferenças (P>0,05) entre os tratamentos para o peso vivo final, ganho de peso diário e massa seca de forragem. Por outro lado, o ganho de peso por área e ganho de peso de carcaça por área foi menor no sistema IPF-2 em relação ao SC, os quais não diferiram do sistema IPF-1, porém, a taxa de lotação foi superior no SC comparada ao IPF-1 e IPF-2 (P<0,05). As variáveis microclimáticas e os índices de conforto térmico foram melhores nos sistemas IPF-1 e IPF-2, exceto a velocidade do vento que apresentou-se maior no SC em função da ausência das árvores (P<0,05). A qualidade da carcaça e carne não diferiram entre os sistemas avaliados (P>0,05). Apenas o pH e a proteína que apresentaram diferença (P<0,05), porém ambos ficaram dentro da faixa adequada para garantir a qualidade do produto final. Conclui-se que o sistema com menor densidade de árvores não interfere no desempenho e nas características da carcaça e carne das novilhas Angus-Nelore. Além disso, os sistemas com árvores proporcionam melhor conforto aos animais e não afetam a qualidade da carcaça e carne das novilhas.
The objective of the research was to evaluate the impact of different levels of of shading in the performance, carcass and meat quality of Angus-Nellore heifers in integrated livestock forest systems (ILF), with two trees eucalyptus densities (ILF-1: 187 trees per hectare and ILF-2: 446 trees per hectare) and conventional system (CS). The experimental design was randomized blocks with three treatments and four replications per treatment, totaling 12 experimental plots. Seventy-two Angus-Nellore heifers with initial average weight of 383 ± 30.92 kg were used, in which the animal performance during the finishing period was evaluated. After the slaughter of the animals, 48 samples of the Longissimus thoracis muscle were collected for carcass and meat quality analyzes. No differences were found (P>0.05) between the treatments for the final live weight, daily gain and forage dry mass. On the other hand, weight gain per area and carcass weight gain per area were lower in the ILF-2 system than in the CS, which did not differ from the ILF-1 system, but the stocking rate was higher in the CS compared to ILF-1 and ILF-2 (P<0.05). The microclimatic variables and the thermal comfort indices were better in the ILF-1 and ILF-2 systems, except for the wind speed that was higher in CS due to the absence of trees (P<0.05). Carcass and meat quality did not differ between the evaluated systems (P>0.05). Only the pH and protein showed difference (P<0.05), but both were within the adequate range to guarantee the quality of the final product. It was concluded that the system with lower tree density does not affect the performance and carcass and meat characteristics of Angus-Nellore heifers. In addition, tree systems provide better animal comfort and do not affect heifers carcass and meat quality.

Descrição

Palavras-chave

Cruzamento industrial, Ganho de peso, Longissimus thoracis, Maciez, Silvipastoril, Industrial crossing, Weight gain, Longissimus thoracis, Tenderness, Silvopastoral

Como citar