Efeitos do thidiazuron e do ácido giberélico sobre as características dos cachos dos cultivares de videira vênus, centennial seedless e niagara rosada

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2002-03

Orientador

Pires, Erasmo José Paioli

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Horticultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

tratamentos. Em todos os experimentos o delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com 6 repetições e 2 cachos por parcela. A coleta dos cachos foi realizada quando o tratamento testemunha atingiu teor de sólidos solúveis totais mínimo de 14ºBrix. Para cada cacho foram avaliados: massa, comprimento e largura dos cachos, bagos e engaços; relação comprimento/largura dos bagos; número de bagos e número de sementes por bago. Para cada parcela foram realizadas análises de teor de sólidos solúveis totais, acidez total titulável e pH do mosto de 100 bagos. Pelos resultados obtidos, verificou-se que para o cultivar Vênus, o thidiazuron apresentou como principal efeito o aumento do número de bagos. O ácido giberélico, quando aplicado após o florescimento, aumentou a massa dos cachos; a massa e o comprimento dos bagos; e reduziu o número de sementes-traço. Os maiores aumentos das dimensões dos bagos foram obtidos quando realizaram-se duas aplicações. Houve efeito sinérgico entre ácido giberélico e thidiazuron, em aplicações pós-florescimento, incrementando a massa, o comprimento e o número dos bagos. Os melhores resultados, em aplicações combinadas, foram verificados quando realizaram-se duas aplicações de ácido giberélico, com thidiazuron na dose de 5mg.L-1. O thidiazuron, em aplicações pósflorescimento, reduziu o teor de sólidos solúveis totais, principalmente quando associado ao ácido giberélico. Para o cultivar Centennial Seedless, os melhores resultados, foram verificados para aplicações de thidiazuron 10mg.L-1 ou ácido giberélico 30mg.L-1, aos 14 dias após o florescimento, levando ao aumento da massa dos cachos; da massa e largura dos bagos; e da massa dos engaços. Para este cultivar, o thidiazuron também reduziu o teor de sólidos...

Resumo (inglês)

With the objective of studying the effects of thidiazuron and gibberellic acid on the cluster characteristics of the vine cultivars Venus, Centennial Seedless and Niagara Rosada, three experiments were carried out, for each cultivar, in commercial vineyards at different regions of São Paulo State. For the first trial, carried out in 1999, thidiazuron at 5 or 10mg.L-1 and gibberellic acid were applied, associated or not, with all possible combinations of three development stages: before bloom, at full bloom and 14 days after full bloom, totalizing 36 treatments. The following doses of gibberellic acid were applied: 40mg.L-1 for Venus cultivar, 30mg.L-1 for Centennial Seedless cultivar, and 100mg.L-1 for Niagara Rosada cultivar. In the second trial, carried out in 2000, the growth regulators doses were the same of those in the first one, excepted that of GA3 for Niagara Rosada cultivar that was 35mg.L-1. The applications were done 14, 21 and 28 days after full bloom, with all combinations of the three epochs...(Complete abstract, click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

BOTELHO, Renato Vasconcelos. Efeitos do thidiazuron e do ácido giberélico sobre as características dos cachos dos cultivares de videira vênus, centennial seedless e niagara rosada. 2002. xv, 136 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2002.

Itens relacionados