Respostas fisiológicas de Microcystis aeruginosa Kützing (Kützing) produtora de microcistina, exposta aos extratos de Pistia stratiotes L.

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-02-17

Autores

Lourenção, Anderson [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os estudos de plantas candidatas a fornecedoras de compostos algicidas tornam-se de suma importância, visto o impacto das cianotoxinas frente à saúde das populações assim como a possível contaminação de alimentos e do ambiente. Diante disso, o presente trabalho teve por objetivo avaliar as respostas fisiológicas de Microcystis aeruginosa (Kützing) Kützing (cepa BCCUSP232), contra ação algicida dos extratos aquoso e etanólico de Pistia stratiotes L. Para tanto, uma seleção de compostos e enzimas relacionadas ao estresse oxidativo foram analisadas, além de determinar o conteúdo polifenólico presente nos extratos. A exposição da M. aeruginosa as diferentes concentrações dos extratos (100, 250 e 500 mg/L) resultou em uma redução significativa na densidade celular da cepa. Essa redução pôde ser observada para as diferentes concentrações do extrato aquoso a partir do 2º dia de exposição, sendo estes diferentes estatisticamente quando comparados com o controle. Para o extrato etanólico, perfil semelhante foi observado, sendo que para a maior concentração utilizada (500 mg/L), a densidade celular foi reduzida a 0 a partir do 4º dia de exposição. Além disso, P. stratiotes reduziu a concentração de proteínas totais, aumentou a produção interna de peróxido de hidrogênio e malondialdeído nas cianobactérias, e no geral a produção da peroxidase, catalase e glutationa-S-transferase relacionadas com o metabolismo de defesa antioxidante da cianobactéria. Houve um declínio acentuado nos níveis da superóxido dismutase (SOD), causando assim a acumulação de radicais e peróxidos livres, sugerindo que este seja o fator mais importante relacionado à ação algicida dos extratos de P. stratiotes. Não foi possível verificar atividade pró-oxidativa para ambos os extratos no teste de degradação da albumina sérica bovina. Para os resultados da determinação de fenóis e flavonoides totais, verificou-se para o extrato etanólico concentração de 93.36 µg para o teste de polifenóis totais e 217.33 µg para o teste de flavonoides. Já para o extrato aquoso foi verificado 5.19 µg para o teste de fenóis totais e 11.02 µg para o teste de flavonoides. Diante destes resultados foi possível concluir que P. stratiotes apresenta potencial para controle de populações de cianobactérias, sugerindo que este ação pode estar correlacionada com o estresse oxidativo causado à mesma.
Studies of candidate plants to suppliers of algaecides compounds become very important, as the impact of cyanotoxins front of the health of populations as well the possible contamination of food and the environment. Therefore, this study aimed to evaluate the physiological responses of Microcystis aeruginosa (Kützing) Kützing (BCCUSP232 strain) against algaecide action of Pistia stratiotes L. extracts. Therefore, a selection of compounds and enzymes related to oxidative stress were analyzed, in addition to also determine the content polyphenol present in the extracts. M. aeruginosa exposure to different concentrations of the extracts (100, 250 and 500 mg L-1) resulted in a significant reduction in cell density of the strain. This reduction was observed for the different concentrations of the aqueous extract from the 2nd day of exposure, which are statistically different when compared with control. To the ethanolic extract, a similar profile was observed, and for the highest concentration used (500 mg L-1), cell density was reduced to 0 from the 4th day of exposure. In addition, P. stratiotes reduced total protein concentration, increased internal production of hydrogen peroxide and malondialdehyde in cyanobacteria, and not the production of peroxidase, catalase and glutathione-S-transferase related to the antioxidant defense metabolism of cyanobacteria. There was a marked decline in the levels of superoxide dismutase (SOD), thus causing an accumulation of free radicals and peroxides, suggesting that this most important factor related to the algicidal action of extracts of P. stratiotes. Could not verify pro-oxidative activity of both extracts in the bovine serum albumin degradation test. For the results of the determination of total phenols and flavonoids, it was found for the ethanol extract concentration of 93.36 ug to total polyphenols test and 217.33 ug for flavonoid test. As for the aqueous extract was found 5.19 ug for total phenols test and 11.02 ug for flavonoid test. In view of these results it was concluded that P. stratiotes has the potential to control populations of cyanobacteria, suggesting that this action can be correlated with oxidative stress it.

Descrição

Palavras-chave

Cianobactéria, Alelopatia, Fenóis, Flavonoides

Como citar