Show simple item record

dc.contributor.advisorNogueira, Sergio Sualdini [UNESP]
dc.contributor.authorMedeiros, Flávia Regina Machado de [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:35:02Z
dc.date.available2014-06-11T19:35:02Z
dc.date.issued2013-07-26
dc.identifier.citationMEDEIROS, Flávia Regina Machado de. Comparação da força de ruptura de alimentos teste entre três diferentes esquemas oclusais para próteses totais. 2013. 119 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Faculdade de Odontologia (Campus de Araraquara), 2013.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/105524
dc.description.abstractFrente ao reconhecimento de que os movimentos mandibulares são influenciados pela oclusão e, que se pode assumir que o mais efetivo padrão de mastigação para um indivíduo específico irá depender da natureza de sua oclusão, observa-se não existir na literatura correlações concretas entre tipos de oclusões no que diz respeito à função mastigatória. Neste contexto, esse trabalho tem o objetivo de realizar um estudo comparativo laboratorial da força necessária para que ocorra a ruptura de alimentos teste entre os três tipos de esquemas oclusais para próteses totais: Oclusão Convencional, Oclusão Lingualizada e Oclusão Monoplano. Para tanto foi utilizada uma máquina de ensaio universal EMIC a qual se realizou força de compressão sobre um verticulador dotado de dispositivos com os esquemas oclusais em estudo, simulando a força de mordida. A amostra foi formada por três grupos, cada um representando um tipo de oclusão a ser estudada e em cada grupo 5 alimentos teste avaliados, sendo 4 alimentos teste naturais: amêndoa, amendoim, cenoura e café e um alimento teste artificial representado pela silicone (optosil). As oclusões formadas por dentes anatômicos (convencional e lingualizada) tiveram maior desempenho, precisando assim de uma força de mordida menor para realizar a ruptura do alimento teste em relação a oclusão com dentes não anatômicos (monoplano). Houve diferença estatística na maioria das comparações entre os esquemas oclusais estudados em relação à força necessária para causar ruptura dos alimentos-teste, mas nenhum esquema em particular foi melhor do que os outros para todos os tipos de alimento teste.pt
dc.description.abstractThree popular occlusal schemes for complete dentures are: conventional balanced occlusion; lingualized balanced occlusion and monoplane occlusion. It was observed that there is few scientific data that allow effective correlation related to the masticatory function between the cited occlusion schemes. In this context, the purpose of this study is to describe a laboratory comparative study of the occlusal force necessary to cause rupture in certain test foods between the conventional, lingualized and monoplane occlusal schemes used to construct complete dentures. The occlusal force was generated by an EMIC universal tests machine compressing the upper side of an articulator where occlusal patterns resembles representing the studied occlusal schemes were fixed. Five different test foods were used in this research, four out five were natural foods (almond, peanut, coffee and carrot) and one was artificial (silicone). It was concluded that: 1. In most comparisons, there were significant statistical differences in the forces applied by the studied occlusal schemes to cause rupture of the test foods, but there was no particular scheme better than the others; 2. In most comparisons the monoplane scheme of occlusion required higher forces to cause the rupture of the test foods.en
dc.format.extent119 f. : il. color
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.sourceAleph
dc.subjectProtese dentaria completapt
dc.subjectOclusão (Odontologia)pt
dc.subjectMastigaçãopt
dc.subjectComplete denturept
dc.titleComparação da força de ruptura de alimentos teste entre três diferentes esquemas oclusais para próteses totaispt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramReabilitação Oral - FOARpt
unesp.knowledgeAreaPrótesept
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Odontologia, Araraquarapt
dc.identifier.aleph000734534
dc.identifier.file000734534.pdf
dc.identifier.capes33004030082P3
dc.identifier.lattes0872749896035329
unesp.author.lattes0872749896035329
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record