Show simple item record

dc.contributor.advisorSantos, Elza Maria Guimarães [UNESP]
dc.contributor.authorSantos, Raquel de Arruda [UNESP]
dc.date.accessioned2014-08-13T14:50:41Z
dc.date.available2014-08-13T14:50:41Z
dc.date.issued2013-06-26
dc.identifier.citationSANTOS, Raquel de Arruda. Desempenho reprodutivo de Bauhinia rufa (Bong.) Steud. (Leguminosae)em remanescentes de cerrado do estado de São Paulo. 2013. 66 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Instituto de Biociências de Botucatu, 2013.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/108507
dc.description.abstractThe assumptions of the island biogeography theory have been used in fragmentation studies because changes in species richness and abundance may occur according to size and connectivity of fragments, like the dinamic proposed for insular organisms. Moreover, there could be changes in interactions, and, in the case of pollination, it may affect quantity or quality of pollen deposited on stigmas, and fruit or seed production. The aim of this study was to evaluate the effects of isolation and size of six cerrado fragments on richness and abundance of pollinators, and finally on the reproductive success of Bauhinia rufa. Further, we analised the behavior of pollinator, the nectar caloric intake per flower, the mating system, and the flowering synchrony, variables that coud be afected by fragmentation and influence the reproductice success of studied populations. Glossophaga soricina was the exclusive pollinator in all fragments. There was no association between the size of fragments and the frequency of visits or the reproductive success. However, we observed that frequency of visits was inversely related to connectivity and the most connected fragment was the one that showed the lower frequency of visits. About the connectivity and the reproductive success, generally, there was a tendency to positive relation, and the most conected fragment showed higher reproductive success. B. rufa showed self incompatible in all studied populations. Thus, these results indicate vulnerability of B. rufa in less conected fragments, which may be due to the scarcity of compatible pollen grains, whereas the visits remain in this scenarioen
dc.description.abstractAs premissas da teoria do equilíbrio da biogeografia de ilhas têm sido utilizadas em estudos de fragmentação devido às alterações na riqueza e na abundância de espécies que podem ocorrer em função do tamanho e conectividade dos fragmentos, semelhante à dinâmica proposta para os organismos insulares. Além disso, também pode haver alterações nas interações, o que, no caso da polinização, pode resultar em mudanças na quantidade e/ou qualidade do pólen depositado nos estigmas e também na produção de frutos e sementes. O objetivo desse estudo foi avaliar os efeitos do isolamento e do tamanho de seis fragmentos de cerrado sobre o desempenho reprodutivo de Bauhinia rufa. Adicionalmente, analisamos o comportamento do polinizador, a oferta calórica de néctar por flor, o sistema reprodutivo, a sincronia de florescimento, variáveis que poderiam ser afetadas pela fragmentação e influenciar o sucesso reprodutivo das populações amostradas. Não houve variação na riqueza, sendo o morcego Glossophaga sorocina o polinizador exclusivo em todos os fragmentos estudados. Também não houve indicativo de associação entre o tamanho dos fragmentos e a frequência de visitas ou o sucesso reprodutivo. Porém, quanto à conectividade e a freqüência de visitas, observamos uma tendência de relação inversamente proporcional, sendo os fragmentos mais conectados aqueles que apresentaram a menor frequência de visitas. Quanto à conectividade e o sucesso reprodutivo, de modo geral, há uma tendência de relação positiva. Assim, quanto menos conectado o fragmento, menor o sucesso reprodutivo e quanto mais conectado, maior o sucesso reprodutivo. B. rufa se mostrou auto-incompatível em todas as populações avaliadas. Assim, os resultados desse estudo indicam vulnerabilidade de B. rufa em ambientes pouco conectados, o que pode ser devido à escassez de grãos de pólen compatíveis, já que as visita se mantêm neste cenáriopt
dc.format.extent66 f.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectLeguminosapt
dc.subjectPlantas dos cerradospt
dc.subjectPolinizaçãopt
dc.subjectBotânica - Morfologiapt
dc.subjectPlantas - Reproduçãopt
dc.subjectPata de vacapt
dc.subjectCerrado plantspt
dc.titleDesempenho reprodutivo de Bauhinia rufa (Bong.) Steud. (Leguminosae)em remanescentes de cerrado do estado de São Paulopt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramCiências Biológicas (Botânica) - IBBpt
unesp.knowledgeAreaMorfologia e diversidade de plantaspt
unesp.researchAreaBiologia reprodutiva e interaçõespt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências, Botucatupt
dc.identifier.aleph000748982
dc.identifier.file000748982.pdf
dc.identifier.capes33004064025P2
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record