Show simple item record

dc.contributor.advisorLeonel, Maria Célia de Moraes [UNESP]
dc.contributor.authorGoffredo, Rafaela Vareda [UNESP]
dc.date.accessioned2016-08-03T19:07:37Z
dc.date.available2016-08-03T19:07:37Z
dc.date.issued2016-05-31
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/142007
dc.description.abstractO objetivo do trabalho é verificar de que modo, em O mulato, Aluísio Azevedo representa componentes históricos, sociais e culturais – incluindo aqueles relativos à sexualidade e ao corpo – tendo em vista o centro da obra que é apontar as nefastas consequências do preconceito racial e da escravidão. Para tanto, investiga-se a representação da sociedade burguesa no século XIX no Maranhão e, particularmente, em São Luís, em sua articulação com os preceitos do Naturalismo. Como tal representação é construída por meio das categorias narrativas, essas são analisadas separadamente e em seu conjunto, dando-se prioridade à articulação entre história, personagens e espaço, bem como com a instância narrativa (narrador), a focalização e o tratamento do tempo. O embasamento teórico é constituído por três grupos de estudos: a) histórias da literatura sobre o Naturalismo e ensaios críticos sobre Aluísio Azevedo; b) ensaios sobre o corpo de modo geral e textos específicos sobre o corpo no naturalismo brasileiro e c) estudos teóricos da narrativa. Quanto ao primeiro grupo, as principais balizas são: História concisa da literatura brasileira de Alfredo Bosi e Aluísio Azevedo, vida e obra (1857-1913) de Jéan-Yves Mérian. Em relação ao segundo grupo, a base é formada por História do corpo, organizado por Jean-Jacques Courtine, Georges Vigarello e Alain Corbin, Leituras do desejo: o erotismo no romance naturalista brasileiro de Marcelo Bulhões e A metáfora do corpo no romance naturalista de Sonia Brayner. Em relação ao terceiro grupo, tomamos os seguintes textos: "A personagem do romance" de Antonio Candido, Discurso da narrativa de Gérard Genette e Espaço e romance de Antônio Dimas.pt
dc.description.abstractThe objective of the present work is to see how, in O mulato, Aluísio Azevedo represents historical, social and cultural components - including those related to sexuality and body – having in mind the center of the literary work that is to point out the negative consequences of racial prejudice and of slavery. For this purpose, it is investigated the representation of the bourgeois society in the nineteenth century in Maranhão, and particularly in São Luís, in its articulation with the precepts of the Naturalism. As such representation is constructed through narrative categories, these are analyzed separately and as a whole, giving priority to the relationship between history, characters and space, as well as to the narrative instance (narrator), the focus and the time treatment. The theoretical background consists of three study groups: a) literature stories about Naturalism and critical essays about Aluísio Azevedo; b) essays about the body in general and specific texts about the body in the Brazilian naturalism and c) theoretical studies of the narrative. As for the first group, the main references are: História concisa da literatura brasileira by Alfredo Bosi and Aluísio Azevedo, vida e obra (1857-1913) by Jéan-Yves Mérian. As for the second group, the basis is formed by História do corpo, organized by Jean-Jacques Courtine, Georges Vigarello and Alain Corbin, Leituras do desejo: o erotismo no romance naturalista brasileiro by Marcelo Bulhões and A metáfora do corpo no romance naturalista by Sonia Brayner. As for the third group, it was taken the following texts: "A personagem do romance" by Antonio Candido, Discurso da narrative by Gérard Genette and Espaço e romance by Antonio Dimas.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectAluísio Azevedopt
dc.subjectO mulatopt
dc.subjectRepresentação sócio-históricapt
dc.subjectRepresentação culturalpt
dc.subjectAluísio Azevedoen
dc.subjectO mulatoen
dc.subjectSocio-historical representationen
dc.subjectCultural representationen
dc.titleRepresentações históricas, sociais e culturais em "O mulato" de Aluísio Azevedopt
dc.title.alternativeCultural, Social and Historical representations in "O mulato" by Aluísio de Azevedoen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramEstudos Literários - FCLARpt
unesp.knowledgeAreaLiteratura e vida socialpt
unesp.researchAreaTeorias e crítica da narrativapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências e Letras, Araraquarapt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000872303
dc.identifier.capes33004030016P0
dc.identifier.lattes9794317900231133
unesp.author.lattes9794317900231133
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record