Show simple item record

dc.contributor.advisorMarques Júnior, José [UNESP]
dc.contributor.advisorSiqueira, Diego Silva [UNESP]
dc.contributor.authorPeluco, Rafael Gonçalves [UNESP]
dc.date.accessioned2016-12-20T15:48:10Z
dc.date.available2016-12-20T15:48:10Z
dc.date.issued2016-11-24
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/146712
dc.description.abstractO conhecimento da variabilidade dos atributos do solo é importante para recomendação racional de herbicidas, contribuindo para prática da agricultura de maneira mais sustentável. Objetivou-se com este estudo avaliar a utilização da suscetibilidade magnética e da cor do solo, obtida por espectroscopia de reflectância difusa, para identificação de solos com diferentes potenciais de sorção de herbicida. Para medição da espectroscopia de reflectância difusa, foram coletadas 86 amostras de solo a cada 30 m, em uma transeção de 2600 m, seguindo o espigão da paisagem ao longo da área, e mais 155 pontos em uma malha de densidade amostral de 1 ponto a cada 2,5 ha, na profundidade de 0,00 - 0,25 m totalizando 241 amostras de solo em uma área experimental de 380 ha. A partir dos componentes de cor do solo (matiz, valor e croma) foi calculado um índice de avermelhamento. Foram selecionados 12 pontos da transeção para realização das análises mineralógicas do solo. Para medição da suscetibilidade magnética e determinação dos teores de ferro ditionito (Ferro livre, pedogenético) e oxalato (Ferro amorfo, de baixa cristalinidade), foram coletadas 374 amostras de solo na profundidade de 0,00 - 0,25 m, numa malha com densidade amostral de 1 ponto a cada 2,4 ha, em outra área experimental, desta vez com dimensão de 908 ha. Em todos os pontos amostrais, de ambas as áreas, foram determinados o pH, os teores de matéria orgânica e os teores de argila do solo. O coeficiente de Freundlich para sorção do herbicida imazaquim foi determinado indiretamente a partir do teor de argila, por meio da metodologia da meta-análise. Foram construídos modelos de regressão da suscetibilidade magnética e dos componentes de cor com os demais atributos estudados. Os dados foram submetidos à análise estatística descritiva, e também foram calculadas as médias de cada atributo conforme as classes de solo e compartimentos geológicos e foi aplicado o teste de Tukey a 5%. A análise da dependência espacial dos dados foi feita por meio da geoestatística, utilizando-se o variograma. Também foram construídos mapas de padrão espacial. Os resultados indicam que o uso da suscetibilidade magnética possibilita a quantificação indireta da sorção do herbicida imazaquim. Solos com maior expressão magnética apresentam características de maior sorção do herbicida imazaquim. A assinatura magnética dos solos pode auxiliar no mapeamento e na identificação de áreas com diferentes potenciais de aplicação de herbicidas. Dentre os componentes da cor, obtidos por espectroscopia de reflectância difusa, o mais eficiente na estimativa do coeficiente de sorção do herbicida imazaquim foi o croma (98% de precisão), seguido pelo matiz (85%) e valor (54%). A cor obtida pela espectroscopia de reflectância difusa foi eficaz na identificação de áreas com diferentes potenciais de sorção do herbicida imazaquim. Estes resultados podem balizar futuros estudos para planejamento estratégico de manejo de herbicidas pré-emergentes em grandes áreas.pt
dc.description.abstractThe knowledge of the soil attributes variability is important for the herbicides rational recommendation, contributing to the practice of a more sustainable agriculture.The aim of this study was to evaluate the use of magnetic susceptibility and soil color, obtained by diffuse reflectance spectroscopy, to identify areas with different herbicide sorption potential. For measuring the diffuse reflectance spectroscopy, 86 soil samples were collected every 30m on a transect of 2600m, following the crest of landscape along the area, and more 155 points were collected into a grid of sample density of 1 point per 2.5ha, in the depth 0.00 to 0.25m, totaling 241 soil samples on an experimental area of 380ha. From the soil color components (hue, value and chroma) it was calculated a redness index. We selected 12 points from the transect for carrying out soil mineralogical analysis. For measuring the magnetic susceptibility and the determination of dithionite (Free iron, pedogenic) and oxalate (Amorphous iron, of low crystallinity) iron content, 374 soil samples were collected in the depth 0.00 to 0.25m, into a grid of sample density of 1 point per 2.4ha in another experimental area, which dimension is 908ha. The pH, soil organic matter and soil clay content were determined in all soil sampling points. The Freundlich coefficient for imazaquim herbicide sorption was determined indirectly from the clay content, using the methodology of meta-analysis. Regression models of the magnetic susceptibility and color components with the other soil studied attributes were built. Data were analyzed using descriptive statistics, and the attributes average values were also calculated for each soil class and geological compartments and the Tukey test at 5 % was applied. The spatial dependence analysis of data was performed using geostatistics by the variograms. Spatial pattern maps were also constructed. The results indicate that use of magnetic susceptibility enables the indirect quantification of imazaquim herbicide sorption. Soils with higher magnetic expression have characteristics of increased imazaquim herbicide sorption. The soil magnetic signature can assist in mapping and identifying areas with different potential of herbicides application. Among the components of the color obtained by diffuse reflectance spectroscopy, the more efficient estimate of the herbicide imazaquim sorption coefficient, was chroma (98% accuracy), followed by hue (85%) and by value (54%). The color obtained by diffuse reflectance spectroscopy was effective in identifying areas with different imazaquim herbicide sorption potential. These results can beacon future studies for strategic planning management of pre-emergent herbicides over large areas.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectEspectroscopia de reflectância difusapt
dc.subjectSuscetibilidade magnéticapt
dc.subjectGeoestatísticapt
dc.subjectHerbicidapt
dc.subjectPedometriapt
dc.subjectDiffuse reflectance spectroscopyen
dc.subjectMagnetic susceptibilityen
dc.subjectGeostatisticsen
dc.subjectHerbicideen
dc.subjectPedometricsen
dc.titleMagnetismo e cor na identificação de solos com diferentes potenciais de sorção de imazaquimpt
dc.title.alternativeMagnetism and color in the identification of soils with different potentials of imazaquim sorptionen
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramAgronomia (Ciência do Solo) - FCAVpt
unesp.knowledgeAreaAgriculturapt
unesp.researchAreaMineralogia, Pedometria, Agricultura de Precisãopt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabalpt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000877684
dc.identifier.capes33004102071P2
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record