Show simple item record

dc.contributor.authorFigueiredo Neto, Leonardo Francisco [UNESP]
dc.contributor.authorSalgado, Manoel Henrique [UNESP]
dc.date.accessioned2017-01-18T15:46:12Z
dc.date.available2017-01-18T15:46:12Z
dc.date.issued2001
dc.identifierhttp://proex.reitoria.unesp.br/congressos/Congressos/1__Congresso/Cidadania_e_Direitos_Humanos/Trabalho09.htm
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/148199
dc.description.abstractUm problema macroeconômico que afeta todos os cidadãos de forma direta ou indiretamente é o desemprego. Uma parte da população brasileira vem sofrendo com a perda de emprego, que tem como conseqüência a redução do padrão de vida, angústia, entre outros. É comum em debates politicos econômicos, a discussão sobre índices de desemprego, usada para avaliar a robustez da economia e, consequentemente a eficiência das políticas econômicas do país. O estudo do desemprego é importante para identificar as causas e disponibilizar informações aos formuladores de políticas públicas que subsidiem programas de Emprego e Salário, que visem a redução do desemprego. Alguns destes programas, como os de qualificação profissional e requalificação profissional, auxiliam os indivíduos a permanecerem no trabalho ou facilitam a sua recolocação no mercado de trabalho, sistema de seguro-desemprego, amenizam algumas dificuldades econômicas enfrentadas pelos desempregados, leis e decretos relativos a negociação coletiva e salário mínimo. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), pode-se definir desemprego como o número de pessoas acima de uma determinada idade que estão sem trabalho, procurando emprego e disponíveis para trabalhar em determinado período de tempo. Portanto, para a pessoa ser considerada desempregada terá que apresentar esses três requisitos. Essa definição ampla de desemprego pode levar a diferenças nas estatísticas sobre o desemprego, seja no Brasil ou em outros países, dificultando a comparação entre os diversos índices. Os índices de desemprego no Brasil são calculados a partir de dados coletados nos grandes centros urbanos, portanto, estudos sobre o perfil do mercado de trabalho em cidades menores praticamente inexistem. A pesquisa sobre o perfil sócio-econômico do desempregado, trabalhador informal e aposentados de Bauru, tem como objetivo coletar dados sobre a taxa de desemprego na cidade, além de permitir traçar um perfil sócio econômico destes indivíduos. Esta pesquisa foi originada a partir de contatos entre a Comissão Municipal de Emprego de Bauru (Prefeitura, Sindicatos e Ministério do Trabalho) e a UNESP, em que constatou-se a importância de dados estatísticos sobre o desemprego na cidade de Bauru. Foi elaborado um questionário para ser utilizado durante a pesquisa (em anexo). Os locais em que realizou-se o cadastro dos desempregados, aposentados e informais, foram as Escolas Municipais de Ensino Infantil (EMEI's) estrategicamente distribuídas por toda a cidade, buscando facilitar o acesso para as pessoas, sendo que a prefeitura disponibilizou um funcionário em cada unidade para preenchimento do cadastro, e também o Cepet (Centro de Pesquisa e Encaminhamento para o Trabalho) que mantém um banco de dados sobre as pessoas que estão a procura de trabalho. Divulgou-se antecipadamente através da TV, rádio e jornais, a data (21 a 27 de outubro de 1998) e os locais, além das EMEI's mandarem avisos aos pais dos alunos. Posteriormente, após a coletas dos dados, a UNESP responsabilizou-se pelo processamento destes (em fase final). Esses dados serão disponibilizados a Comissão Municipal de Emprego de Bauru (Prefeitura, Sindicatos e Ministério do Trabalho), possibilitando a criação de um banco de dados permanente, com informações sobre as qualificações dos indivíduos cadastrados que posteriormente possam ser encaminhados a postos de trabalho de acordo suas habilidades. É também a partir dessas informações subsidiar programas de intermediação, qualificação e requalificação de mão-de-obra. Utilizando o escopo da pesquisa, buscou-se averiguar informações adicionais sobre os entrevistados como número e escolaridade dos filhos, estado civil, posição na família, tempo que está a procura de trabalho, local de origem entre outros. Estas informações podem úteis para a Prefeitura Municipal e outras organizações que desenvolvem programas sociais que visem minimizar o problema do desemprego, tais como: programas de construção de creches, bolsa-escola, renda-minima, entre outros. Existe interesse que a presente pesquisa, possa ser realizada todos os anos, com a finalidade de criar um banco de dados confiável e que mostre a realidade do desemprego na cidade, e verificar seu comportamento ao longo do tempo. Além disso, a cada ano a pesquisa pode ser avaliada e se necessário, melhorada, com a finalidade de ser um instrumento de consulta confiável.pt
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.relation.ispartofCongresso de Extensão Universitária
dc.sourcePROEX
dc.titlePesquisa sócio-econômica sobre desempregados, informais e aposentados em Baurupt
dc.typeResumo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Departamento de Engenharia de Produção, Faculdade de Engenharia de Bauru
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Departamento de Engenharia de Produção, Faculdade de Engenharia de Bauru
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Engenharia, Baurupt
dc.identifier.lattes8207092389931188
unesp.departmentEngenharia de Produção - FEBpt
unesp.author.lattes8207092389931188
Localize o texto completo

Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record