Show simple item record

dc.contributor.advisorTonello, Paulo Sergio [UNESP]
dc.contributor.authorSilva, Tiago José da [UNESP]
dc.date.accessioned2017-01-24T15:59:15Z
dc.date.available2017-01-24T15:59:15Z
dc.date.issued2016-12-02
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/148575
dc.description.abstractA fitorremediação é um método que utiliza plantas para recuperação de solos contaminados. Esse método apresenta vantagens devido à sua natureza permanente, combinada a baixos custos de manutenção, proteção contra a erosão eólica e hídrica e maior estruturação dos solos. Espécies florestais como pinus podem ser apropriadas para a revegetação de áreas contaminadas e propiciar ainda retorno econômico. Este trabalho teve como objetivo avaliar a tolerância, o acúmulo e a distribuição de diferentes concentrações dos íons zinco e cobre em mudas de Pinus elliottii em condições de viveiro e considerar o potencial fitorremediador da espécie na região de Itapeva - SP. Para isso foi realizada a montagem de sistemas de fitorremediação em escala piloto. O solo foi contaminado com quantidades definidas de Zn e Cu equivalentes a 0, 1, 2 e 3 vezes o valor definido como de intervenção agrícola para o Estado de São Paulo. Adotou-se delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições para cada tratamento. Determinou-se as concentrações dos metais no sistema radicular e foliar das mudas e no solo antes e após os seis meses de avaliação. Todos os parâmetros estudados foram submetidos a análises estatísticas paramétricas usuais e comparados por teste de confrontamento de médias Tukey a 5% de probabilidade. Os resultados mostraram redução dos teores de Cu e Zn no solo em relação aos valores iniciais em todos os tratamentos em que foi cultivado Pinus elliottii. Nas acículas houve aumento da concentração de Cu em relação à concentração inicial em todas as parcelas experimentais estudadas. Constatou-se que quanto maior a dose do metal no solo, maior o teor recuperado na parte aérea até a dose correspondente a duas vezes o valor de intervenção agrícola. A partir dessa concentração tem-se uma estabilização sugerindo que a planta atingiu um ponto máximo de absorção do Cu. No caso do Zn houve aumento da concentração nas acículas em relação à concentração inicial em todos os tratamentos, e houve correlação entre quantidade do metal aplicada ao solo e quantidade recuperada após o período de estudo. De modo diferente do comportamento com Cu, não há uma tendência de estabilização do teor de absorção nas acículas por Pinus elliottii. A concentração de Zn no sistema radicular, por sua vez, indica estabilização na absorção desse metal pelo Pinus elliottii e que não houve correlação da quantidade do metal presente no solo e a recuperada no sistema radicular. Apesar disso, houve aumento da concentração de Zn no sistema radicular de 170% em todos os tratamentos testados. Pinus elliottii em condição de muda, acumulou maiores teores de Cu em seu sistema radicular em relação ao sistema foliar em todos os tratamentos analisados. Observou-se variação na absorção quanto a translocação em função do metal analisado e da dose aplicada no solo. Nos tratamentos com Cu e Zn Pinus elliottii não apresentou sinais visíveis de fitotoxidez, importante característica para escolha da espécie em programas de fitorremediação. Para ambos os metais Cu e Zn Pinus elliottii pode ser considerada espécie fitoestabilizadora nas condições testadas.pt
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectFitorremediaçãopt
dc.subjectSolos - Contaminaçãopt
dc.subjectPinus elliottiipt
dc.titleFitorremediação em escala piloto: proposta para recuperação de solos contaminados com cobre e zincopt
dc.title.alternativePhytoremediation in pilot scale: proposal for recovery of soils contaminated with copper and zincen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramCiências Ambientais - Sorocabapt
unesp.knowledgeAreaDiagnóstico, tratamento e recuperação ambientalpt
unesp.researchAreaTratamento de efluentes, preservação e recuperação ambientalpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Ciência e Tecnologia, Sorocabapt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000878748
dc.identifier.capes33004170001P6
dc.identifier.lattes6348835539744984
dc.identifier.orcid0000-0003-2774-9727
unesp.advisor.lattes6348835539744984
unesp.advisor.orcid0000-0003-2774-9727
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record