Show simple item record

dc.contributor.advisorBuratini Junior, José [UNESP]
dc.contributor.authorGama, Isabela Lima
dc.date.accessioned2020-03-12T19:55:45Z
dc.date.available2020-03-12T19:55:45Z
dc.date.issued2020-02-21
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/191839
dc.description.abstractA maturação in vitro (MIV) de oócitos em bovinos é ineficiente e há grande interesse no desenvolvimento de abordagens para melhorar as taxas de maturação e fertilização. Fatores intrafoliculares estão sendo explorados como potenciais aditivos para o sistema in vitro. Um desses fatores é a neurotensina (NTS), neuropeptídeo que estimula a maturação e aprimora a competência para o desenvolvimento oocitário. Em suínos, a NTS potencializa a ativação da via de quinases reguladas por sinais extracelulares do tipo 1 e 2 (ERK1/2) como resultado da expressão do receptor do fator de crescimento epidermal (EGFR) nas células do cumulus (CC), dessa forma favorecendo a maturação do oócito e o desenvolvimento embrionário. O objetivo deste trabalho foi investigar os efeitos da NTS sobre a expansão das CC e progresso da meiose em dois cenários atuais da MIV, induzida com hormônio folículo estimulante (FSH), método convencional ou utilizando componentes que mimetizam a condição fisiológica, denominado de sistema folicular (SF). Em adição, foram investigados os efeitos da NTS sobre a produção e cinética embrionária na espécie bovina. Na MIV induzida com FSH, a NTS aumentou a porcentagem de complexos cumulus-oócito (COCs) totalmente expandidos após 24 horas de cultivo. A mesma tendência foi observada na taxa de metáfase II (MII) após 18, 20 e 22 horas de cultivo. Distintamente, a adição da NTS em COCs cultivados no SF, não afetou a porcentagem de oócitos expandidos, nem a taxa de MII às 20 e 22 horas da MIV, embora tenha aumentado a mesma após 18 horas de cultivo. Contudo, a adição de NTS ao sistema de cultivo in vitro induzido com FSH ou SF não alterou a taxa de blastocisto nem a cinética embrionária avaliada pelo número total de células. No entanto, o presente estudo fornece novas evidências, pela primeira vez em bovinos, de que a NTS melhora a expansão do cumulus e regula a dinâmica da retomada meiótica durante a MIV, que podem favorecer a aquisição de competência no desenvolvimento e contribuir para a compreensão do papel da NTS na regulação da maturação do COC.pt
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.subjectmaturação in vitropt
dc.subjectneurotensinapt
dc.subjectexpansão do cumuluspt
dc.subjectmetáfase IIpt
dc.titleEfeitos da neurotensina na maturação in vitro sobre a produção embrionária em bovinospt
dc.title.alternativeEffects of neurotensin on in vitro maturation on embryonic production in cattleen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.description.sponsorshipIdFAPESP 2017/18916-2,
unesp.graduateProgramFarmacologia e Biotecnologia - IBBpt
unesp.knowledgeAreaFarmacologiapt
unesp.researchAreaFarmacologia e biotecnologiapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências, Botucatupt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000929584
dc.identifier.capes33004064052P0
unesp.examinationboard.typeBanca públicapt
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record