O sistema está realizando uma manutenção regular. Resultados de buscas podem variar durante o processo.

Show simple item record

dc.contributor.advisorWilcken, Silvia Renata Siciliano [UNESP]
dc.contributor.authorDemant, Carlos Alberto Rauer [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:28:37Z
dc.date.available2014-06-11T19:28:37Z
dc.date.issued2004-09-01
dc.identifier.citationDEMANT, Carlos Alberto Rauer. Reprodução de Pratylenchus coffeae e P. jaehni (Nematoda: pratylenchidae) em citros e cafeeiro. 2004. iv, 34 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2004.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/97202
dc.description.abstractA presente pesquisa visou obter a taxa de reprodução de Pratylenchus coffeae (Zimmermann, 1898) e Pratylenchus jaehni Inserra,Duncan, Santos, Kaplan, Vovlas 2001 em cafeeiro e em citros a fim de encontrar nesses hospedeiros semelhanças ou diferenças entre as duas espécies de nematóides estudadas. Para isso, foram montados quatro diferentes experimentos. No primeiro experimento plantas de cafeeiro Catuaí Vermelho e de citros Limão Cravo foram inoculadas 100 nematóides (P. coffeae ou P. jaehni) por planta, que foram mantidas em casa de vegetação. Após 148 dias as plantas foram avaliadas utilizando como parâmetros: altura e peso seco da parte aérea, peso fresco do sistema radicular e população final do nematóide inoculado no solo e na raiz, seguindo a metodologia proposta por Jenkins (1964) e Coolen e D Herde (1972), respectivamente. No segundo experimento plantas de cafeeiro Catuaí Vermelho e de citros Limão Cravo foram inoculadas 220 nematóides (P. jaehni) por planta, as quais foram mantidas em casa de vegetação. Após 136 dias as plantas foram avaliadas utilizando os mesmos parâmetros acima relacionados. No terceiro experimento sete genótipos de cafeeiro (Icatu Vermelho, Apoatã, Catuaí Vermelho, Mundo Novo, Laurentii, EP 355 e IAC 457) foram inoculadas com 500 nematóides (P. coffeae ou P. jaehni) por planta. Após 120 dias as plantas foram analisadas utilizando como parâmetros massa fresca do sistema radicular e população final do nematóide inoculado no solo e na raiz, seguindo a metodologia proposta por Jenkins (1964) e Coolen e D Herde (1972), respectivamente. No quarto experimento, também conduzido em casa de vegetação, três genótipos de cafeeiro (Catuaí Vermelho, Icatu Vermelho e Mundo Novo) foram 2 inoculadas com 1.000 nematóides (P. coffeae ou P. jaehni) por planta. Após 117 dias as plantas foram analisadas pelos mesmos parâmetros... .pt
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.format.extentiv, 34 f. : tabs.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectNematoda em plantaspt
dc.subjectFrutas citricas - Doenças e pragaspt
dc.subjectCafeeiropt
dc.subjectCafé - Doenças e pragaspt
dc.subjectPratylenchus coffeaeen
dc.subjectCitrus plantsen
dc.subjectCoffe plantsen
dc.titleReprodução de Pratylenchus coffeae e P. jaehni (Nematoda: pratylenchidae) em citros e cafeeiropt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramAgronomia (Proteção de Plantas) - FCApt
unesp.knowledgeAreaProteção de plantaspt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatupt
dc.identifier.aleph000332225
dc.identifier.filedemant_car_me_botfca.pdf
dc.identifier.capes33004064034P1
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record