Show simple item record

dc.contributor.advisorAdabo, Gelson Luis [UNESP]
dc.contributor.authorRocha, Sicknan Soares da [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:28:56Z
dc.date.available2014-06-11T19:28:56Z
dc.date.issued2002-10-31
dc.identifier.citationROCHA, Sicknan Soares da. Efeito de tratamentos térmicos na resistência à tração e na dureza Vickers do Ti c.p. e da liga Ti-6Al-4V obtidos por fundição odontológica. 2002. 133 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araraquara, 2002.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/97321
dc.description.abstractO objetivo desta investigação foi determinar se os tratamentos térmicos podem alterar a resistência à tração e a dureza Vickers do Ti c.p. e da liga Ti-6Al-4V. Trinta corpos-de-prova na forma de halteres com 3,0 mm no segmento central e 42 mm de comprimento, obtidos por meio de uma matriz de alumínio, foram fundidos no sistema Rematitan. Os corpos-de-prova de Ti c.p. e Ti-6Al-4V foram divididos aleatoriamente em três grupos de 10 cada, e submetidos às seguintes condições de tratamento térmico: (1) controle; (2) T1 - aquecimento a 750ºC/2 h; (3) T2 - recozimento a 955ºC/1 h e envelhecimento a 620ºC/2 h. Ambos, aquecimento e resfriamento, foram realizados em atmosfera controlada de argônio. O ensaio de tração foi efetivado na máquina de testes mecânicos MTS modelo 810 à velocidade de 1,0 mm/min. Após o teste de tração uma das extremidades do corpo-de-prova foi embutida em resina acrílica, regularizada e polida antes da medida da dureza Vickers no durômetro Micromet 2100. As médias de resistência à tração e dureza Vickers foram comparadas estatisticamente usando o teste não-paramétrico de Kluskall-Wallis. Nos grupos de Ti c.p. não foram observadas diferenças significativas na resistência à tração, entretanto, na dureza Vickers os resultados do grupo T2 foram significativamente maiores que os outros grupos, que se mostraram iguais entre si. Na liga Ti-6Al-4V os grupos controle e T1 revelaram igualdade estatística em relação à resistência à tração, e significativamente superiores ao grupo T2. Quanto à dureza Vickers, diferenças estatisticamente significantes foram observadas entre os três grupos de tratamento térmico: T2>T1>controle. Não foi observada correlação entre as propriedades de resistência à tração e dureza Vickers....pt
dc.description.abstractThe aim of this investigation was to determine whether heat treatments could change the tensile strength and Vickers hardness of CP Ti and Ti-6Al-4V alloy castings. Thirty dumbbell rods, 3.0 mm in diameter at the central segment and 42 mm in length, obtained from an aluminum matrix, were cast for each metal in the Rematitan system. The specimens of CP Ti and of alloy Ti-6Al-4V, were divided randomly into three groups of ten each; then submitted to the following heat treatments: (1) control group, without heat treatment; (2) T2 - heat at 750ºC for 2 h; (3) annealing at 955ºC for 1 h and aged at 620ºC for 2 h. The heat treatments, as well as the cooling process were conducted in the furnace with argon atmosphere. The tensile strength was measured by means of a universal testing machine, MTS model 810, at a strain of 1.0 mm/min. After the tensile testing the specimens were embedded in acrylic resin, grounded and polished prior to hardness measurements, using the Vickers tester Micromet 2100. The means and standard deviations of tensile strength and Vickers hardness were statistically compared using Kruskal-Wallis non-parametric test at a=0.05 significance level. In CP Ti groups, no statistically significant differences in tensile strength were observed; however, in Vickers hardness the results of group T2 were significantly higher than the other groups, which showed similar mean values among themselves. In Ti-6Al-4V alloy, the control and T1 groups revealed statistically higher tensile strength when compared to T2 group, with no significant difference between control and T1 group. Regarding Vickers hardness, statistically significant differences were observed among the three heat-treatment groups: T2>T1>control...(Complete abstract, click electronic access below)en
dc.format.extent133 f. il., anexo
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.sourceAleph
dc.subjectTitaniopt
dc.subjectTratamento térmicopt
dc.subjectResistência à traçãopt
dc.subjectDental alloysen
dc.subjectTitaniumen
dc.subjectThermic treatmenten
dc.subjectTensile strengthen
dc.subjectHardnessen
dc.titleEfeito de tratamentos térmicos na resistência à tração e na dureza Vickers do Ti c.p. e da liga Ti-6Al-4V obtidos por fundição odontológicapt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramReabilitação Oral - FOARpt
unesp.knowledgeAreaPrótesept
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Odontologia, Araraquarapt
dc.identifier.aleph000185295
dc.identifier.filerocha_ss_me_arafo.pdf
dc.identifier.capes33004030082P3
dc.identifier.lattes2851339311179809
unesp.author.lattes2851339311179809
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record