Associação entre deficiências físicas e hospitalizações na população da cidade de São Paulo, Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-05-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz

Resumo

O objetivo foi verificar a associação entre presença de deficiências físicas e hospitalizações na cidade de São Paulo, Brasil. Foi realizado inquérito de saúde na cidade de São Paulo em 2008. Utilizou-se processo de amostragem probabilística, estratificada (sexo/idade) e por conglomerados em dois estágios (setores censitários e domicílios). Os dados foram coletados por entrevistas por meio de um questionário estruturado, com 21 blocos, com a maioria das questões fechadas. A análise inferencial foi realizada com o uso de razões de prevalência (RP) bruta e ajustada e intervalo de 95% de confiança (IC95%) pelo método de regressão de Poisson. O módulo survey do programa Stata 9.2 foi usado para as análises, com significância de 5%. Foram entrevistadas 2.690 pessoas, com idade média de 38,75 anos (IC95%: 37,54-39,96). A hospitalização foi associada à deficiência (auditiva, RP = 1,59; física, RP = 3,77; múltipla, RP = 3,26). As pessoas com deficiência (auditiva, física - paralisia/amputação e múltipla) relataram internações com mais frequência que aquelas sem deficiência.
El objetivo fue verificar la asociación entre la presencia de discapacidades físicas y hospitalizaciones en la ciudad de São Paulo, Brasil. Se realizó un cuestionario de salud en la ciudad de São Paulo en 2008. Se utilizó un proceso de muestreo probabilístico, estratificado (sexo/edad) y por conglomerados en dos etapas (sectores censitarios y domicilios). Los datos fueron recogidos por entrevistas, mediante un cuestionario estructurado, con 21 bloques y la mayoría de las preguntas cerradas. El análisis inferencial se realizó con el uso de razones de prevalencia (RP) bruta y ajustada e intervalo de un 95% de confianza (IC95%) por el método de regresión de Poisson. El módulo survey del programa Stata 9.2 se usó para los análisis, con una significancia de un 5%. Se entrevistaron a 2.690 personas, con una edad media de 38,75 años (IC95%: 37,54-39,96). La hospitalización se asoció a la discapacidad (auditiva, RP = 1,59; física, RP = 3,77; múltiple, RP = 3,26). Las personas con discapacidad (auditiva, física - parálisis/amputación y múltiple) relataron internamientos con más frecuencia que aquellas sin discapacidad.
This study aimed to verify the association between physical disability and hospitalization in São Paulo, Brazil, based on a health survey conducted in 2008. The study used a probabilistic stratified sampling process (sex/age) with two-stage clustering (census tracts and households). Data were collected through structured interviews including thematic 21 sections, using mostly multiple-choice questions. The analysis used crude and adjusted prevalence ratios (PR) and 95% confidence intervals (95%CI) with Poisson regression. The survey module of Stata 9.2 was used, with significance set at 5%. A total of 2,690 persons were interviewed, with a mean age of 38.75 years (95%CI: 37.54-39.96). Hospitalization was associated with disability (hearing, PR = 1.59; physical, PR = 3.77; multiple PR = 3.26). People with disabilities (hearing, physical - paralysis/amputation, and multiple) reported more hospitalizations than those without disabilities.

Descrição

Palavras-chave

Pessoas com Deficiência, Hospitalização, Inquéritos Epidemiológicos, Personas con Discapacidad, Hospitalización, Encuestas Epidemiológicas, Disabled Persons, Hospitalization, Health Surveys

Como citar

Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 29, n. 5, p. 992-998, 2013.