Avaliação das alterações volumétricas da cavidade nasal decorrentes da expansão rápida de maxila assistida cirurgicamente

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-03-24

Autores

Oliveira, Ariane de Souza [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi avaliar as alterações volumétricas da cavidade nasal de pacientes diagnosticados com deficiência transversa de maxila submetidos à expansão rápida de maxila assistida cirurgicamente. Foram avaliadas tomografias computadorizadas de feixe cônico de 28 pacientes adultos (17 mulheres e 11 homens), em três períodos distintos, a saber: período pré-operatório imediato (T1), pós-operatório ao final da expansão (T2) e 6 meses após do término da expansão (T3), no qual as imagens, em formato DICOM, foram importadas e reconstruídas por meio do software On Demand 3D, que permitiu a reconstrução multiplanar da região de interesse de maneira padronizada. Para cada imagem do corte gerado, dois examinadores treinados delimitaram manualmente o espaço aéreo nasal, utilizando o software ImageJ. Com base no principio de Cavalieri, a soma de todas as áreas medidas em cada paciente/período foi utilizada para gerar o volume da estrutura avaliada, em milímetros cúbicos. Os dados obtidos foram verificados pelo teste ANOVA e teste de Tukey, com nível de significância de 5%. Concluiu-se que as expansões maxilares cirurgicamente assistida em adultos não promoveram alterações de volume da cavidade nasal.
The objective of this study was to evaluate the volumetric changes of the nasal cavity in patients with transverse maxillary deficiency after surgically assisted rapid maxillary expansion. Cone beam tomographic images of 28 adult patients (17 women and 11 men) were evaluated. They were obtained after three different time periods: immediate preoperative period (T1), postoperative after completion of expansion (T2) and 6 months after expansion (T3). The DICOM images were imported and reconstructed through the On Demand 3D software, which allowed standardized multiplanar reconstruction of the interest region. For each image two examiners manually delimited the nasal air space, using the Image J software. Based on the Cavalieri principle, the summation of all measured areas in each patient/period was used to calculate of the volume in cubic millimeters. The data were analysed by the ANOVA and Tukey tests at 5% significance level. It was concluded that surgically assisted maxillary expansion in adults did not promote volume changes of the nasal cavity.

Descrição

Palavras-chave

Cavidade nasal, Tomografia computadorizada de feixe cônico, Técnica de expansão palatina, Nasal cavity, Cone-beam computer tomography, Palatal expansion technique

Como citar