Validação da técnica de angiotomografia helicoidal cerebral em cães hígidos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-07-11

Autores

Rodriguez Hurtado, Diana Milena [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Developed the technique of helical angitomography as a tool to get references from normal blood supply of the brain in healthy dogs. The present study was performed in 17 animals, 8 young adults breed pointer and 9 adult mixed breed; males and females with clinical, neurological and laboratory normal exams. There were simple images and nonionic iodinated contrast media (ICM) IV, injected into the left cephalic vein; were made multiplanar reconstructions (MPR). It was possible to demonstrate the major arteries that make up the arterial polygon of Willis, in addition some anatomical variations as the presence of an artery intercarotid right and left in 3 of 17 animals, and absence of the right branch of the rostral cerebral artery in other 3 animals, demonstrating that the helical angitomography is a safe and fast examination that can be applied in dogs routine tomographic for correct visualization of the cerebral blood supply. We also evaluated the effect of nonionic MCI at a dose of 900 mg Iodine/kg, in the kidney through ultrasound (U.S.) and correlated with the values of urea and creatinine before and after administration. No changes were seen in any of the renal parenchyma. Creatinine values after MCI remained within the normal range, however the values of urea showed on increase significant statistically, therefore ultrasound studies should be conducted to correlated with laboratory testing on a larger number of dogs to determine safety and accuracy of MCI
Desenvolveu-se a técnica de angiotomografia helicoidal como ferramenta para obter referências de normalidade do suprimento sanguíneo cerebral em cães sadios. O presente trabalho foi realizado em 17 animais, sendo 8 adultos jovens da raça pointer e 9 adultos sem raça definida; machos e fêmeas que apresentaram exames clínico- neurológicos e laboratoriais dentro da normalidade. Realizaram-se imagens simples e com meio de contraste iodado (MCI) não iônico injetado na veia cefálica esquerda, e foram feitas reconstruções multiplanares (MPR). Foi possível evidenciar a maioria das artérias que formam o circulo arterial cerebral, alem de algumas variações anatômicas como a presencia de uma artéria intercarotidea direita e esquerda em 3 cães dos 17 animais, e ausência do ramo direito da artéria cerebral rostral em outros 3 animais, demonstrando assim que a angiotomografia helicoidal é um exame seguro e rápido que pode ser aplicado na rotina tomográfica de cães para correta visualização do suprimento sanguíneo encefálico. Avaliou-se também o efeito do MCI não iônico a uma dose de 900 mg Iodo/kg, no rim utilizando-se ultrassonografia (US) e correlacionou-se com os valores de ureia e creatinina antes e após sua administração. Não foram visibilizadas alterações do parênquima renal em nenhum dos animais. Os valores de creatinina após a injeção do contraste permaneceram dentro da normalidade, porém os valores da ureia apresentaram aumento significativo, Assim, estudos ultrassonográficos correlacionados com exames de laboratório devem ser realizados em maior número de cães para determinar segurança e acurácia dos MCI não iônicos

Descrição

Palavras-chave

Cérebro - Tomografia, Cão - Doenças, Volume sanguineo, Meios de contraste (Diagnóstico por imagem), Brain Diseases

Como citar

RODRIGUEZ HURTADO, Diana Milena. Validação da técnica de angiotomografia helicoidal cerebral em cães hígidos. 2013. 83 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, 2013.