Reação tecidual e potencial bioativo de cimentos endodônticos biocerâmicos em subcutâneo de ratos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-03-19

Orientador

Tanomaru, Juliane Maria Guerreiro
Cerri, Paulo Sérgio

Coorientador

Pós-graduação

Odontologia - FOAR

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Cimentos à base de silicatos de cálcio são desenvolvidos para obturação de canais radiculares. Publicação 1: Este estudo avaliou propriedades biológicas dos cimentos experimentais (CE-1 e CE-2) compostos por silicatos de cálcio e com adição de hipoclorito de cálcio (CE-2), em comparação ao AH Plus (AHP) e TotalFill BC Sealer (TBC). A reação tecidual provocada pelos materiais no subcutâneo de ratos foi avaliada por meio da implantação de tubos de polietileno nos períodos de 7, 15, 30 e 60 dias. Cortes foram corados com hematoxilina e eosina (HE) para análises morfológica e do número de células inflamatórias/mm2(CI) e cortes foram utilizados para detecção de interleucina-6 (IL-6) e osteocalcina. Método de von Kossa foi realizado para identificação de depósitos de cálcio. Os dados foram submetidos aos testes ANOVA e Tukey, com significância de 5%. Aos 7 dias, CE-1, CE-2 e AHP apresentaram maior número de CI. AHP apresentou maior marcação para IL-6. Após 15 dias não houve diferença entre CE-2 e o grupo controle para IL-6. Aos 30 dias, AHP exibiu maior número de CI (p<0,0001) e CE-2 e o grupo controle os menores valores de CI e IL-6. Após 60 dias CE-2, TBC e controle apresentaram os menores valores (p<0,05). Os cimentos CE-1, CE-2 e TBC apresentaram estruturas positivas ao método von Kossa em todos os períodos observados e marcação positiva para osteocalcina. CE-2 apresentou quantidade de células positivas superior em todos os períodos quando comparado aos cimentos CE-1 e TBC (p< 0.0001). O cimento AH Plus e o grupo controle não exibiram marcação positiva em nenhum período analisado. Conclui-se que CE-1, CE-2 e TBC apresentam biocompatibilidade e potencial bioativo. Publicação 2: Bio-C Sealer e Sealer Plus BC são novos cimentos endodônticos biocerâmicos. O objetivo do estudo foi avaliar a reação tecidual e potencial bioativo dos cimentos Bio-C Sealer (BC) e Sealer Plus BC (SPBC) comparado ao AH Plus (AHP) em subcutâneo de ratos. A reação tecidual foi avaliada por meio da implantação de tubos de polietileno preenchidos com os materiais e vazios como grupo controle. Após 7, 15, 30 e 60 dias tubos e tecidos adjacentes foram removidos e realizada a contagem das células inflamatórias/mm2(CI), imunomarcação de interleucina-6 (IL-6), osteocalcina (OC) e von Kossa para identificação de depósitos de cálcio. Os dados foram submetidos aos testes ANOVA e Tukey, com significância de 5%. Aos 7 dias, SPBC apresentou menor CI que BC (p=0,0225). AHP exibiu maior marcação para IL-6 (p< 0.0001). Após 15 dias, BC apresentou menor CI e IL-6 quando comparado aos demais materiais. Aos 30 dias, SPBC e AHP apresentaram maiores valores para CI (p=0,0791). Após 60 dias os cimentos à base de silicato de cálcio não apresentaram diferença estatística entre si (p=0,8949) tanto para CI quanto para IL-6, com valores inferiores ao AHP. Os materiais apresentaram estruturas positivas ao von Kossa. BC exibiu marcação para osteocalcina em todos os períodos. SPBC não exibiu marcação aos 7 dias, aos 60 dias foi inferior ao BC (p= 0,076). AH Plus e grupo controle não exibiram marcação para osteocalcina. Os cimentos Bio-C Sealer e Sealer Plus BC são biocompatíveis, e apresentam potencial bioativo.

Resumo (inglês)

Calcium based silicate sealers are developed for filling root canals. Publication 1: This study evaluated biological properties of experimental sealers (CE-1 and CE-2) composed of calcium silicates and with the addition of calcium hypochlorite (CE-2), compared to AH Plus (AHP) and TotalFill BC Sealer (TBC). Methodology: The tissue reaction caused by the materials in the subcutaneous of rats was evaluated through the implantation of polyethylene tubes in the periods of 7, 15, 30 and 60 days. Cuts were stained with hematoxylin and eosin (HE) for morphological analysis and the number of inflammatory cells / mm2 (IC) and cuts were used to detect interleukin-6 (IL-6) and osteocalcin. Von Kossa's method was used to identify calcium deposits. The data were submitted to ANOVA and Tukey tests, with a significance of 5%. Results: At 7 days, CE-1, CE-2 and AHP had a higher number of IC. AHP showed higher marking for IL-6. After 15 days there was no difference between CE-2 and the control group for IL-6. At 30 days, AHP exhibited the highest number of IC (p <0.0001), and CE-2 and the control group had the lowest IC and IL-6 values. After 60 days CE-2, TBC and control showed the lowest values (p <0.05). The CE-1, CE-2 and TBC sealers presented positive structures to the von Kossa method in all observed periods and positive marking for osteocalcin. CE-2 showed a higher number of positive cells in all periods when compared to CE-1 and TBC sealers (p <0.0001). The AH Plus sealer and the control group did not show positive marking in any of the analyzed period. Conclusions: It is concluded that CE-1, CE-2 and TBC have biocompatibility and bioactive potential. Publication 2: Bio-C Sealer and Sealer Plus BC are new ready-to-use bioceramic endodontic sealers. The aim of the study was to evaluate the tissue reaction and bioactive potential of Bio-C Sealer (BC) and Sealer Plus BC (SPBC) sealers compared to AH Plus (AHP) in subcutaneous rats. Methods: The tissue reaction was evaluated by implanting polyethylene tubes filled with the materials and an empty one as a control group. After 7, 15, 30 and 60 days, adjacent tubes and tissues were removed and inflammatory cell counts / mm2 (IC), immunohistochemical reactions for interleukin-6 (IL-6), for osteocalcin (OC), and von Kossa technique to identify deposits of calcium were performed of calcium. The data were submitted to ANOVA and Tukey tests, with a significance of 5%. Results: At 7 days, SPBC presented a lower IC than BC (p = 0.0225). AHP exhibited greater marking for IL-6 (p <0.0001). After 15 days, BC showed lower IC and IL-6-immunopositive cells when compared to other materials. At 30 days, SPBC and AHP showed higher values for IC (p = 0.0791). After 60 days, calcium silicate cements did not show statistical difference between themselves (p = 0.8949) for both IC and IL-6, with values lower than AHP. The materials showed positive structures to von Kossa. BC exhibited osteocalcin marking in all periods. SPBC showed no marking at 7 days, at 60 days it was lower than BC (p = 0.076). AH Plus and the control group did not exhibit osteocalcin marking. Conclusions: Bio-C Sealer and Sealer Plus BC sealers are biocompatible and have bioactive potential.

Descrição

Idioma

Português

Como citar