Filossilicatos: efeitos no crescimento e na nutrição de plantas de milho e no teor de silício do solo

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2014

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Importance of silicon fertilization is related to the benefits that silicon is able to promote tolerance to heavy metals, reduce the incidence of pests and diseases, increased productivity, drought tolerance, among others. The objective of this study was to evaluate the phyllosilicates effect on biomass formation, nutrients and silicon on the early stages of corn plants compared to wollastonite. Experiment was installed and conducted in a greenhouse located at the Universidade Estadual Paulista, UNESP, in Registro, SP. Consisting of 10 treatments established in a randomized block design in scheme factorial (2 x 5), with five replications. First factor corresponds to the two types of soil (Oxisol and Ultisol) and the second factor, five treatments (control, 0 kg ha-1 Si; wollastonite W13, 13 kg ha-1 Si; wollastonite W26, 26 kg ha-1 Si; phyllosilicates F13, 13 kg ha-1 Si; phyllosilicates F26, 26 kg ha-1 Si). In Ultisol, phyllosilicates increased production of fresh, dry biomass and silicon content in shoots of corn compared to treatment with wollastonite and control. Highest Si content compared to control (6.2 g kg-1) was obtained with 13 kg ha-1 Si of phyllosilicates (9.8 g kg-1). The greatest accumulation mass and Si in plants by applying phyllosilicates were observed in Ultisol, although this display Si content higher than Oxisol.
A importância da adubação silicatada está relacionada com os benefícios que o silício é capaz de promover, como tolerância a metais pesados, diminuição na incidência de pragas e doenças, aumento da produtividade, tolerância a seca, entre outros. Objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito de filossilicatos no acúmulo de fitomassa, nutrientes e silício, nos estádios iniciais de plantas de milho, comparado à wollastonita. O experimento foi instalado e conduzido em casa de vegetação da Universidade Estadual Paulista, UNESP, localizada no município de Registro, SP e foi constituído de 10 tratamentos estabelecidos em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial (2 x 5), com cinco repetições. O primeiro fator corresponde aos dois tipos de solos (Latossolo Amarelo e Argissolo Vermelho Amarelo) e o segundo fator aos cinco tratamentos (controle, 0 kg ha-1 Si; W13 - wollastonita, 13 kg ha-1 Si; W26 - wollastonita, 26 kg ha-1 Si; F13 - filossilicatos, 13 kg ha-1 Si; F26 - filossilicatos, 26 kg ha-1 Si). No Argissolo, os filossilicatos aumentaram a produção de fitomassa fresca, seca e conteúdo de silício na parte aérea das plantas de milho em relação ao tratamento com wollastonita e ao controle. O maior teor de Si em relação ao controle (6,2 g kg-1) foi obtido no tratamento com filossilicatos na dose de 13 kg ha-1 de Si (9,8 g kg-1). Os maiores acúmulos de massa e Si nas plantas, em função da aplicação de filossilicatos, foram observados no Argissolo, apesar deste apresentar teor de Si maior do que no Latossolo.

Descrição

Palavras-chave

Silicate mineral, Silicon, Wollastonite, Zea mays L., Fertilizante silicatado, Silício, Wollastonita, Zea mays L.

Como citar

Agrarian Academy, v. 1, n. 2, p. 60-71, 2014.