Efeito das condições de preparação na condutividade elétrica de blendas de poli(fluoreto de vinilideno) e poli(o-metoxianilina)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

1998-01-01

Autores

Malmonge, Luiz Francisco [UNESP]
Mattoso, Luiz Henrique C.

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Associação Brasileira de Polímeros

Resumo

Neste trabalho estudou-se o efeito das condições de preparação na condutividade elétrica de blendas condutoras de poli(fluoreto de vinilideno) (PVDF) com poli(o-metoxianilina) (POMA). A condutividade elétrica e a qualidade dos filmes produzidos dependem significativamente do solvente, dopante e das condições de preparação das blendas. Filmes flexíveis e auto-sustentáveis da blenda PVDF/POMA dopada com o ácido p-tolueno sulfônico (TSA) foram obtidos em condições otimizadas. Estes apresentam condutividade elétrica em uma larga faixa (10-12 - 10-2 S/cm), onde para baixos teores de POMA-TSA (<2,0% em massa) já se atinge alto valor de condutividade (10-7 S/cm), não sendo definida uma composição mínima para percolação.
In this work, the effect of preparation conditions on the properties of conductive blends of poly (vinylidene fluoride) (PVDF) and poly(o-methoxyaniline) (POMA) was studied. The quality and conductivity of the films produced depend significantly on the solvent, dopant and preparation conditions of the blends. Flexible, free-standing films of PVDF/POMA blends doped with p-toluene sulfonic acid (TSA) were obtained in optimized conditions. These blends can exhibit electrical conductivity in a wide range (10-12 - 10-2 S/cm). Furthermore, relatively high conductivity values (10-7 S/cm) are reached starting from low contents of POMA-TSA (<2,0% weight) without definition of a percolation threshold.

Descrição

Palavras-chave

Polímeros condutores, blendas, poli(fluoreto de vinilideno), polianilina, derivados, Conducting polymers, blends, poly(vinylidene fluoride), polyanilines, derivatives

Como citar

Polímeros. Associação Brasileira de Polímeros, v. 8, n. 3, p. 72-78, 1998.