Effects of selenium supplementation on serum cortisol in repeatedly handled cattle

Resumo

This study evaluated the relationship between Se supplementation and serum cortisol in repeatedly handled cattle. Sixty Nellore calves were randomly distributed into four experimental groups, which were fed a mineral-protein mixture added with Se to achieve individual daily supplementation of 0 (Gc), 3.6 (G3.6), 5.4 (G5.4) and 6.4 (G6.4) mg Se. Stressful handling procedures and blood sampling were performed on days 0, 15, 30, 60, 90 and 120. Serum cortisol increased until day 90 and decreased on day 120, irrespective of Se supplementation. This finding shows that cattle reached a stress state but adapted. Cortisol and Se levels were not markedly correlated. Serum Se increased over the course of the experiment in the supplemented groups. However, because serum Se decreased in Gc, it may have mobilized to form the selenoproteins needed to remove metabolic wastes from handling-related oxidative stress.
Este estudo avaliou a relação entre suplementação com Se e cortisol sérico em gado manejado repetidamente. Sessenta bezerros Nelore foram distribuídos em quatro grupos, os quais se alimentaram de uma mistura mineral protéica acrescida de Se de modo a alcançar suplementação individual diária de 0 (Gc), 3.6 (G3.6), 5.4 (G5.4) or 6.4 (G6.4) mg Se. O estresse de manejo e as colheitas das amostras de sangue foram nos dias 0, 15, 30, 60, 90 e 120. O cortisol sérico aumentou até o dia 90 e reduziu no dia 120, independente da suplementação com Se. Isso indica que os bovinos ficaram estressados, mas se adaptaram ao longo do tempo. O cortisol e Se sérico não foram marcantemente correlacionados. A concentração de Se sérico aumentou ao longo do experimento nos grupos suplementados. Entretanto, como o Se sérico foi reduzido em Gc, deve-se considerar que ele pode ter sido mobilizado para formação de selenoproteínas necessárias à remoção dos restos metabólicos resultantes do estresse oxidativo desencadeado pelo estresse de manejo.

Descrição

Palavras-chave

Mineral mixture, Stress, Mistura mineral, Estresse

Como citar

Archivos de Zootecnia, v. 61, n. 233, p. 141-144, 2012.