Estratégias analíticas e bioanalíticas aplicadas ao estudo metaloproteômico do mercúrio

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-09-30

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente trabalho está inserido na recente linha de pesquisa “metaloproteômica do mercúrio”, que tem como principal objetivo a identificação de biomarcadores de exposição às espécies mercuriais. A dissertação foi redigida em três capítulos. Capítulo I: Descreve o estado da arte do estudo realizado, pontuando a importância da otimização de estratégias para quantificar/identificar espécies mercuriais e das estratégias bioanalíticas aplicadas na metaloproteômica do mercúrio. Capítulo II: Descreve os resultados obtidos na otimização de amostragem de fluídos biológicos utilizando percolação em cartões Noviplex para posterior determinação de mercúrio total. Para isso, estratégias de amostragem de sangue de peixes/humanos e de extratos proteicos de tecido muscular e hepático de peixes por percolação em cartões Noviplex foram ajustados. Na etapa de quantificação do mercúrio nos eluatos das amostras, os parâmetros físico-químicos relacionados a estabilização térmica do mercúrio para posterior determinação por espectrometria de absorção atômica em forno de grafite (GFAAS) foram otimizados. O método foi validado por meio de análise de material certificado. Este capítulo foi redigido na forma de artigo científico, nas normas do periódico Exposure and Health. Capítulo III: Descreve os resultados obtidos no estudo metaloproteômico de tecido renal de ratos expostos a baixas concentrações de cloreto de mercúrio por trinta e sessenta dias. O perfil proteômico do tecido renal dos ratos foi obtido por eletroforese bidimensional (2D-PAGE) e as determinações de mercúrio total no tecido hepático, pellets proteicos e spots proteicos foram realizadas por GFAAS. A caracterização dos spots proteicos associados ao mercúrio e análise de proteínas diferencialmente expressas foi feita por espectrometria de massa em sequência com ionização por electrospray acoplada com cromatografia líquida (LC-ESI-MS/MS). Análise de bioinformática das proteínas identificadas como diferencialmente expressas foram feitas utilizando o software Blast2GO e permitiram elucidar aspectos fisiológicos e funcionais das Hg-metal binding protein e inferir possíveis biomarcadores de exposição ao mercúrio. Este capítulo foi redigido na forma de artigo científico, nas normas do periódico Biological Trace Element Research.

Descrição

Palavras-chave

GFAAS, Bioacumulação de mercúrio, Proteínas metal ligante, Biomarcadores, Espécies mercuriais

Como citar