Evolução da morbidade materna grave não near miss para situação de near miss relacionada às síndromes hipertensivas no Hospital das Clínicas da FMB- Unesp

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-07-31

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: Nos últimos 20 anos, o conceito de near miss (risco de morte iminente) é abordado na saúde materna como adjuvante dos inquéritos confidenciais de morte materna. No sistema de saúde, o Hospital Terciário/Quaternário é centro de referência para pacientes em situações graves que as colocam em risco de morte. A Maternidade do HC-FMB-Unesp é um dos centros terciário/quaternário de referência para patologias obstétricas do DRS-VI do Estado de São Paulo. A análise da frequência de situações de risco que chegam à maternidadegestantes portadoras de hipertensão arterial, bem com a assistência que receberam até serem referenciadas e ao chegarem à maternidade, poderá identificar deficiências e propor o seu aprimoramento, reduzindo-se assim o risco do binômio mãe-feto. Objetivo: Determinar a frequência de casos de morbidade materna grave não near missque evoluíram para situação de near miss, associados à hipertensão arterial e propor protocolo clínico de assistência pré-natal, bem como aprimorar o protocolo de assistência praticada no centro terciário com finalidade de reduzir o risco do binômio mãe-feto. Sujeitos e métodos: Foram identificados todos os casos de gestantes ou puérperas com diagnóstico de morbidade materna grave e de near miss,relacionados à hipertensão arterial, que receberam assistência obstétrica durante os anos de 2015 e 2016.De forma descritiva os resultados foram apresentados em porcentagem sob a forma de tabelas. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina de Botucatu – Unesp (Parecer no. 2.309.947). Resultados: No biênio 2015/2016 foram identificados 313 casos de hipertensão arterial, que corresponderam a 7,2% das internações. Dentre as gestantes hipertensas 39,9% foram classificadas como sem sinais de gravidade e 60,1% com sinais de gravidade. Da população de gestantes hipertensas com sinais de gravidade, 167 foram incluídas no presente estudo. As caraterísticas demográficas da população estudada identificam predomínio da faixa etária entre 20 e 35 anos (68,0%), da raça branca (75,4%), união estável (71,9%), que não exerce ocupação remunerada (58,7%) e procedentes das sub-áreas Polo Cuesta e Vale do Jurumirim (97,1%) da DRS-VI do Estado de São Pulo. Entre as características obstétricas verificamos distribuição semelhante entre nulíparas (47,9%) e multíparas (52,1%), predomínio de gestação a termo (73,1%), via de parto cesárea (78,5%), das formas de hipertensão decorrentes da gestação (54,6% de pré-clâmpsia, 29,9% de hipertensão gestacional e 13,1% de hipertensão arterial crônica sobreposta por pré-clâmpsia). Destacam-se como condições ameaçadoras de vida: crise hipertensiva (77,8%), iminência de eclâmpsia (24,6%), internação em unidade de cuidados intensivos (16,2%) e insuficiência hepática (10,3%). A frequência de evolução de morbidade materna grave não near miss para near miss foi de 0,5/1.000 partos, sem ocorrência de morte materna. Conclusões: Considerando a população estudada podemos concluir que, é expressiva a taxa (53,4%) de gestantes portadoras de hipertensão arterial com sinais de gravidade e que 0,5/1000 partos evoluíram para situação de near missmatermo.
Introduction: Between 10% and 15% of maternal deaths are related to hypertensive gestational diseases, and most of these deaths are avoided by effective and timely care. Over the past 20 years, the concept of near miss has been addressed in maternal health as an adjunct to confidential maternal death surveys. Objective: To determine the frequency of evolution of cases of severe maternal morbidity not near miss (SMM not MNM) for maternal near miss (MNM) associated with hypertension in the reference center of the Polo Cuesta and Jurumirim Vale subareas of the Regional Health Division - VI (DRS-VI) of the State of São Paulo. Methods: A cross-sectional retrospective study was carried out between 2015 and 2016 at a tertiary/quaternary reference center for the Polo Cuesta and Jurumirim Vale sub-areas of DRS-VI in the state of São Paulo. A total of 167 pregnant women or postpartum women with a diagnosis of hypertension with signs of severity were included. In addition to the frequency of near miss, demographic, clinical and origin data were obtained according to the subarea of the regional health study population. The project was approved by the Research Ethics Committee of the Faculty of Medicine of Botucatu - Unesp (Opinion No. 2,309,947). The categorical variables were analyzed by the statistical program SPSS. Results: The demographic characteristics of the population studied were predominantly between 20-35 years old (68%), Caucasian (75.4%), stable union (71.9%), and no paid occupation (58.7%). and coming from one of the sub-areas of DRS-VI - Polo Cuesta (73.1%). Among the obstetric characteristics, there were similarities between nulliparous (47.9%) and multiparous (52.1%), predominance of term gestation (73.1%), cesarean section (78.5%) and preeclampsia (54.6% pure and 13.1% superimposed on systemic hypertension). Among the 167 cases characterized as severe maternal morbidity, two cases of near miss occurred, one of which evolved to a near miss situation during hospitalization, corresponding to a maternal near miss rate of 0.5/1000 births. There was no maternal death. Conclusion: In the study population, we can conclude that the frequency of MNM was 0.5/1000 births in the reference center of the Polo Cuesta and Jurumirim Vale subareas of the DRS-VI, with no maternal death recorded. We can infer that, in the studied period, the women arrived at the tertiary referral center properly referenced and in a timely manner so that, following a protocol of specific attention, it was avoided a greater number of near miss. Prospective studies are necessary to confirm this hypothesis.

Descrição

Palavras-chave

gestação de alto risco, morbidade materna grave, near miss, hipertensão arterial, high risk gestation, hypertension, severe maternal morbidity,

Como citar