Avaliação da espessura íntima-média de carótidas em pacientes com hipotireoidismo subclínico, com e sem síndrome metabólica

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-02-28

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A síndrome metabólica (SM) engloba um conjunto de alterações metabólicas que predispõem ao maior risco para as doenças cardiovasculares (DCV). Recentemente, alguns estudos têm relatado a associação entre hipotireoidismo subclínico e aumento deste risco. A medida da espessura íntima-média das carótidas (EIM), por ultrassonografia (US), é capaz de detectar alterações iniciais da aterosclerose, podendo predizer o risco de doença aterosclerótica subclinica. O objetivo deste estudo é avaliar a medida da EIM, nos pacientes com hipotireoidismo subclínico, correlacionado-a com a função tireoidiana e com marcadores clínicos e laboratoriais para a SM. Foram selecionados 32 pacientes com hipotireoidismo subclínico que foram subdivididos em dois grupos: hipotireoidismo subclínico com SM (HSCSM) e hipotireoidismo subclínico sem SM (HSC), segundo os critérios da Federação Internacional de Diabetes (IDF). Houve um grupo controle de pacientes eutireoidianos (n=31) que também foram subdivididos quanto à presença (EUTSM) ou não de SM (EUT). Os grupos foram comparados quanto a parâmetros clínicos e comportamentais (idade, sexo, tabagismo, grau de atividade física, histórico de eventos cardiovasculares e de doenças tireoidianas prévias), parâmetros laboratoriais (glicemia de jejum, função tireoidiana, perfil lipídico) e à diferença nas medidas da EIM. Para análise estatística foram utilizados os testes de Goodman, complementado com o teste de comparações múltiplas de TuKey, e de Comparações Múltiplas de Dunn. Para análise de algumas variáveis quantitativas, clínicas e laboratoriais, foram realizadas também Medidas de Associações Múltiplas (teste de Correlação Linear de Pearson), a fim de verificar correlação com a EIM Média e Máxima. O nível de significância adotado foi de 5%. As medidas das EIM Média e Máxima (média±desvio padrão) foram maiores no grupo...
The metabolic syndrome (MS) encompasses a set of metabolic abnormalities that predispose to increased risk for cardiovascular disease (CVD). Recently, some studies have reported an association between subclinical hypothyroidism and increase this risk. The measurement of carotid intima-media thickness (IMT), as assessed by ultrasonography (US), is capable of detecting early changes of atherosclerosis and can predict the risk of subclinical atherosclerosis. The aim of this study were to determine carotid IMT in patients with subclinical hypothyroidism and association with thyroid function and clinical and laboratory markers for MS. We selected 32 patients with subclinical hypothyroidism who were divided in two groups: subclinical hypothyroidism with MS (SHMS) and subclinical hypothyroidism without MS (SH), according to the criteria of the International Diabetes Federation (IDF). There was a control group of euthyroid patients (n = 31) who were also divided on the presence (EUTMS) or not SM (EUT). The groups were compared regarding clinical and behavioral parameters (age, sex, smoking, physical activity, history of cardiovascular events and previous thyroid diseases), laboratory parameters (fasting glucose, thyroid function, lipid profile) and the difference in mean carotid IMT.􀀁Statistical analyses were performed by Goodma test, complemented by the multiple comparison test of Tukey Multiple Comparisons and Dunn. For analysis of some quantitative variables, clinical and laboratory measures were also undertaken Multiple Associations (Linear correlation test of Pearson), to verify correlation with IMT Average and Maximum. The level of significance was set at 5%. Mean and maximum IMT were greater in the patients SHMS group compared to patients SH group [0.59 ± 0.10 mm vs. 0.73 ± 0.19 (p <0.05) vs. 0.69 ± 0.15 mm. 0.86 ± 0.21 (p <0.05), respectively]. Comparing the groups with MS, the group SHMS showed higher maximum IMT than group ...

Descrição

Palavras-chave

Sistema cardiovascular - Doenças, Artérias carótidas Imagem, Ultrassonografia, Hipotireoidismo, Síndrome metabólica, Cardiovascular system Diseases

Como citar

FRANÇA, Mariana Martins. Avaliação da espessura íntima-média de carótidas em pacientes com hipotireoidismo subclínico, com e sem síndrome metabólica. 2013. 94 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2013.