Show simple item record

dc.contributor.advisorLandim, Paulo Milton Barbosa [UNESP]
dc.contributor.authorSimão, Flávio Batista [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:32:18Z
dc.date.available2014-06-11T19:32:18Z
dc.date.issued2006-11-28
dc.identifier.citationSIMÃO, Flávio Batista. A endemia da malária em Porto Velho (RO): um estudo baseado na análise estatítica espacial de dados multivariados. 2006. vi, 86 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2006.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/102907
dc.description.abstractO município de Porto Velho teve sua ocupação marcada por um sério desordenamento urbano, que resultou, entre outros, em aglomerados populacionais de baixa renda, originados de migrações externas e internas que se assentaram em locais impróprios para a urbanização. Isso deu origem a conflitos sócio-ambientais e de saúde pública, ou seja, contribuiu para uma crescente insuficiência dos serviços de saneamento e para o incremento da pobreza. A deterioração das condições de vida no município criou ambientes favoráveis à proliferação de vetores transmissores de doenças parasitárias, contribuindo para a intensificação da transmissão no meio urbano e para o agravamento do problema de saúde pública, em especial pela malária. A maioria da população portovelhense habita áreas com elevado risco de transmissão, pois vive em locais com ambientes propícios à formação de criadouros dos mosquitos que transmitem a malária, tais como: nascentes, drenagens, áreas alagadas e florestas remanescentes. Há também, em algumas áreas, evidência de vegetação equatorial úmida, de maneira a tornar a cidade vulnerável à proliferação de mosquitos anofelinos, vetores de malária, especialmente em áreas com freqüência de migrantes. O município, hoje, detém pouco mais de 25% dos casos de malária do Estado de Rondônia, isso porque o crescimento populacional acelerado cria uma série de problemas urbanos de infra-estrututa em todos os aspectos. O modelo de políticas públicas atuais não é eficiente na erradicação da doença na área urbana. Em razão dos problemas expostos, esse estudo teve por objetivo mapear as possíveis áreas de maior prevalência do vetor transmissor da doença, associando-as aos problemas sócio-ambientais para que essas informações possam orientar o poder público e a sociedade, com o fim de interferir no controle da endemia eficientemente.pt
dc.description.abstractPorto Velho municipal district had its occupation characterized by a serious disordering process, which has resulted in agglomerations of low income people, originated from external and internal migration which had been settled in improper areas, therefore this occupation originated social-environmental and public health conflicts, contributing to an increasing sewage inadequacy and poverty. The degradation process of life standards in the municipal district led to favorable conditions for the proliferation of vector transmitter parasitic diseases, contributing to the disease spreading in urban areas and the aggravation of public health problems, particularly malaria. The majority of Porto Velho's population inhabits areas where there are several transmission risks, due the high incidence of malaria transmitter mosquitoes that live in water nascent, drainage, flooded and forest remained areas. There is also, in some areas, equatorial humid vegetation, turning the place vulnerable to the proliferation of malaria mosquito transmitters, particularly in areas with high frequency of migrants. The municipal district has nowadays more than 25% of malaria cases in Rondonia, mainly because of disordered population increasing, which creates urban problems in all aspects. The public politics used nowadays aren't efficient on eradicating the disease in urban areas. Due to the exposed problems, this study aims to map the potential malaria prevalence areas, associating to the socio-environment problems in order to orientate government and society to control, properly, the endemic malaria. In order to accomplish this task, there was used specific statistical techniques of multiple correspondence analysis, applied to physical environment and adapted to the social area.en
dc.description.sponsorshipUnir/Riomar
dc.format.extentvi, 86 f. : il., mapas, gráfs., tabs.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.sourceAleph
dc.subjectSaúde públicapt
dc.subjectMalariapt
dc.subjectVetor transmissorpt
dc.subjectPublic healthen
dc.subjectTransition vectoren
dc.titleA endemia da malária em Porto Velho (RO): um estudo baseado na análise estatítica espacial de dados multivariadospt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramGeociências e Meio Ambiente - IGCEpt
unesp.knowledgeAreaGeociências e meio ambientept
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claropt
dc.identifier.aleph000481988
dc.identifier.filesimao_fb_dr_rcla.pdf
dc.identifier.capes33004137036P9
dc.identifier.lattes7206664999934534
unesp.author.lattes7206664999934534
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record