Show simple item record

dc.contributor.authorLavoie, Fernando Luiz
dc.contributor.authorBueno, Benedito de Souza
dc.contributor.authorLodi, Paulo César [UNESP]
dc.date.accessioned2016-03-02T13:00:03Z
dc.date.available2016-03-02T13:00:03Z
dc.date.issued2013
dc.identifierhttp://abes-dn.org.br/publicacoes/rbciamb/rciamb_tradicional.php
dc.identifier.citationRevista Brasileira de Ciências Ambientais, v. 29, n. 1, p. 1-11, 2013.
dc.identifier.issn1808-4524
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/135172
dc.description.abstractThis work evaluated the effect of vinasse (residue from sugar cane) in high density polyethylene (HDPE) geomembranes having in mind that it is deposited at temperatures of 80-90˚C on the geomembrane in storage tanks. The objective was to evaluate the resistance of the geomembrane in contact with residue in a total period of 4 months. Physical and mechanical tests, and thermogravimetric analysis (TGA) were used to determine degradation of polymer membranes after chemical immersion. In general, the results obtained show that the vinasse affected the geomembranes significantly in some aspects, for instance, the thickness of the material presented a variation of 7.8%. The average values in both directions at yielding showed a significant loss of tensile strength (34.13%) and strain (23.48%) and an increase in the modulus of elasticity (9.63%). At the rupture the behavior presented the same trend: a loss of 32% for tensile strength and 24.4% for the deformation were observed. Tear strength presented small decrease (4.72%) and puncture resistance a increase of 7.9% after immersion of geomembranes. The TGA tests were not efficient to detect evidence of degradation in samples of geomembranes after exposures, but identified problems in the quality of the supplied material.en
dc.description.abstractEsse trabalho avaliou o efeito da vinhaça (resíduo da cana-de-açúcar) em geomembranas de polietileno de alta densidade (PEAD) tendo-se em vista que esta é lançada a temperaturas de 80-90˚C sobre a geomembrana nos tanques de armazenamento. Objetivou-se avaliar a resistência da geomembrana em contato com esse resíduo num período total de avaliação de quatro (4) meses. Foram avaliadas as propriedades físicas, mecânicas e análise termogravimétrica (TGA) para avaliação da degradação das membranas poliméricas frente aos resíduos químicos utilizados. Os resultados obtidos mostram que, de forma geral, a vinhaça afetou significativamente as geomembranas em alguns aspectos, como por exemplo, a espessura do material que variou em 7,8% (aumento). Considerando-se os valores médios nas duas direções, observou-se para o escoamento uma expressiva perda de resistência à tração (34,13%) e deformação (23,48%) e um aumento no módulo de elasticidade (9,63%). Para a ruptura, o comportamento foi semelhante. Houve perda de 32% para a resistência à tração e 24,4% para a deformação. Houve pequena perda de resistência ao rasgo (4,72%) e ligeiro aumento na resistência ao puncionamento (7,9%) após a imersão das geomembranas. Os ensaios de TGA não conseguiram detectar evidências de degradação nas amostras de geomembranas após as exposições, mas identificaram problemas na qualidade do material fornecido.pt
dc.format.extent1-11
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofRevista Brasileira de Ciências Ambientais
dc.sourceCurrículo Lattes
dc.subjectVinasseen
dc.subjectGeomembranesen
dc.subjectPhysical and mechanical propertiesen
dc.subjectVinhaçapt
dc.subjectGeomembranaspt
dc.subjectPropriedades físicas e mecânicaspt
dc.titleEfeito da vinhaça na membrana impermeabilizante usada nos tanques de armazenamentopt
dc.title.alternativeEffect of vinasse on impermeable geomembrane used in storage tanksen
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionUniversidade de São Paulo (USP)
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationUniversidade de São Paulo, Escola de Engenharia de São Carlos
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Faculdade de Engenharia de Bauru
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Engenharia, Baurupt
dc.identifier.fileISSN1808-4524-2013-29-01-11.pdf
dc.identifier.lattes4619685829184881
dc.identifier.lattes1120844604445962
unesp.departmentEngenharia Civil e Ambientalpt
dc.identifier.orcid0000-0001-8857-1710
unesp.author.lattes4619685829184881
unesp.author.lattes1120844604445962[3]
unesp.author.orcid0000-0001-8857-1710[3]
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record