Show simple item record

dc.contributor.advisorSant'Ana, Antonio Lázaro [UNESP]
dc.contributor.authorPina, Ticiana Petean [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:29:41Z
dc.date.available2014-06-11T19:29:41Z
dc.date.issued2010-12-20
dc.identifier.citationPINA, Ticiana Petean. Jovens do assentamento Ribeirão Bonito: entre a recusa da profissão de agricultor e a afirmação do modo de vida rural?. 2010. 60 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, 2010.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/98732
dc.description.abstractEsta dissertação busca caracterizar os jovens rurais e as suas perspectivas de vida em um assentamento do Pontal do Paranapanema (SP). Trata-se do assentamento Ribeirão Bonito, localizado em Teodoro Sampaio, com mais de dez anos de implantação. Para coletar as informações relevantes para a pesquisa foi elaborado um questionário e aplicado a 30 jovens do Assentamento Ribeirão Bonito. O questionário constou de questões que visavam caracterizar os jovens, a família e o lote, o lazer realizado pelos jovens, a relação com a família, o trabalho e a escola, os planos dos jovens para o futuro e o que pensavam sobre saída dos jovens do meio rural, dentre outras questões. A análise dos resultados da pesquisa permite verificar que os jovens do Assentamento Ribeirão Bonito valorizam a educação e o avanço para maiores níveis de escolaridade é incentivado pelos pais que acreditam que seus filhos teriam uma vida melhor se conseguirem um “diploma”. Apesar de declararem ter bom relacionamento familiar, os jovens pesquisados não consideram interessante continuar trabalhando no lote com seus pais. Parte destes jovens pretende buscar no meio urbano uma maior escolaridade e trabalhar em uma profissão não-agrícola; no entanto, a maioria gostaria de conciliar o exercício desta outra profissão (que pode ser uma formação técnica em agropecuária, mas para trabalhar como assalariado fora do lote), com a manutenção da residência no meio rural, junto aos pais, indicando que a forte rejeição do trabalho como agricultor, não ocorre na mesma proporção em relação ao modo de vida rural como um todo, pois acreditam que exercer outra profissão (assalariada e supostamente mais qualificada) seria uma forma de garantir uma melhor renda e condição de vida do que aquela vivenciada na atualidade com seus paispt
dc.description.abstractThis paper seeks to characterize the rural young and their prospects of living in a settlement of the Pontal of Paranapanema (SP). It is the settlement Ribeirão Bonito, located in Teodoro Sampaio, with over ten years of establishment. To collect pertinent information to the research, a questionnaire was elaborated and administered to 30 young people at the settlement before mentioned. The questionnaire consisted of questions that aimed to characterize the young, the family and the allotment, leisure activities, relationships with family, work and school, future plans, and what they thought about young people leaving the rural areas, among other questions. The results of the research show that young people from settlement Ribeirão Bonito value education and advancement to higher levels of education is motivated by parents who believe their children would have better lives if they get a diploma. Leisure activities in the settlement showed to be very little, however, for young people, these moments of recreation are more wanted in rural areas than in urban areas. Though they declare that have good family relationships, young people surveyed do not consider interesting to continue working on the allotment with their parents. Part of these young people want to seek a higher education in a urban place and working in nonfarm occupation, however, most young people would like to reconcile the pursuit of another profession (which may be a technical training in agriculture, but to work as an employee outside the allotment), with continued residence in rural areas, close to parents, indicating that the strong rejection of work as a farmer, does not occur in the same proportion in relation to rural lifestyle as a whole, because they believe that exercising another occupation (employed and supposedly more qualified) would be one way to make sure a better income and living conditions than that experienced today with their parentsen
dc.description.sponsorshipUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.format.extent60 f. : mapas, gráfs., tabs.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectJuventude ruralpt
dc.subjectEscolaridadept
dc.subjectOrientação profissionalpt
dc.subjectEstilo de vidapt
dc.subjectTipos de assentamento agrário – Teodoro Sampaio (SP)pt
dc.subjectRural youngen
dc.subjectEducationen
dc.subjectProfession and lifestyleen
dc.subjectRural settlementen
dc.subjectTeodoro Sampaio (Brazil)en
dc.titleJovens do assentamento Ribeirão Bonito: entre a recusa da profissão de agricultor e a afirmação do modo de vida rural?pt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramAgronomia - FEISpt
unesp.knowledgeAreaSistemas de produçãopt
unesp.researchAreaEcofisiologia, técnicas especiais e manejo cultural em sistemas de produçãopt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Engenharia, Ilha Solteirapt
dc.identifier.aleph000639541
dc.identifier.filepina_tp_me_ilha.pdf
dc.identifier.capes33004099079P1
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record