Efeito de giberelina (GA3) e do bioestimulante 'Stimulate' na indução floral e produtividade do maracujazeiro-amarelo em condições de safra normal

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-12-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Fruticultura

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O objetivo do trabalho foi avaliar os efeitos de GA3, nas concentrações de 100; 200 e 300mg L-1 e do bioestimulante Stimulate®, em doses de 2,08; 4,17 e 6,25mL L-1, em duas aplicações via foliar, acrescidas de espalhante adesivo Silwett® a 0,05% e a exposição dos ramos à luminosidade, na indução floral e produtividade do maracujazeiro-amarelo, em condições de safra normal, em Araguari-MG. Aos 30 dias após a primeira aplicação dos tratamentos, iniciaram-se as avaliações do número de flores, com contagens diárias, nos dois lados da espaldeira, nos meses de setembro de 2002 a março de 2003. As colheitas dos frutos foram realizadas semanalmente, no período de novembro de 2002 a abril de 2003, observando-se a produção. O GA3 e o Stimulate não proporcionaram efeito significativo no número de flores, nas sete épocas, assim como no número total de flores. Não houve efeito dos tratamentos para a produtividade e produção total de frutos. Os ramos sob luminosidade pela tarde apresentaram maior número de flores, nos meses de setembro, dezembro, fevereiro e março. A interação entre os tratamentos e a exposição dos ramos à luminosidade não foi significativa para o número de flores, nas épocas avaliadas.

Resumo (inglês)

The objective of this work was to evaluate the effects of GA3 , in concentrations of 100, 200 and 300mg L-1 and biostimulant StimulateTM, in doses of 2,08, 4,17 and 6,25 mL L-1, in two leaf applications, added with the adhesive spreader SilwettTM at 0,05% and branch exposure to brightness, on passion fruit in floral induction and yield, in conditions of normal growing season, in Araguari-MG. At 30 days after the first treatment application, the evaluation of flower number started, with daily counts, in both sides of the plants, from September 2002 to March 2003. Fruit harvest was realized weekly from November 2002 to April 2003, being observed the yield. GA3 and Stimulate did not provide significant effect on flower number in none of the seven different times, as well as on total flower number. There was no treatment effect on yield and total fruit yield. Branches under afternoon brightness presented larger flower number in September, December, February and March. Interaction between treatments and branch exposure to brightness was not significant for flower number in the evaluated times.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Revista Brasileira de Fruticultura. Sociedade Brasileira de Fruticultura, v. 28, n. 3, p. 343-346, 2006.

Financiadores