Control of Brachiaria decumbens and Panicum maximum by S-metolachlor as influenced by the occurrence of rain and amount of sugarcane straw on the soil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-12-01

Autores

Correia, Núbia Maria [UNESP]
Gomes, Leonardo Petean [UNESP]
Perussi, Fabio José [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Editora da Universidade Estadual de Maringá (EDUEM)

Resumo

Com o objetivo de estudar o controle em pré-emergência de Brachiaria decumbens e Panicum maximum pelo herbicida S-metolachlor em função do intervalo de tempo entre a aplicação e a ocorrência de chuva e da quantidade de palha de cana-de-açúcar na superfície do solo, dois experimentos foram desenvolvidos em vasos mantidos em casa de vegetação. No primeiro, foram estudadas cinco quantidades de palha sobre o solo (0, 3, 6, 10 e 15 t ha-1) e cinco dosagens de S-metolachlor (0; 0,96; 1,44; 1,92 e 2,40 kg ha-1). No outro, foram avaliadas duas quantidades de palha sobre o solo (0 e 10 t ha-1) e sete intervalos de tempo entre a aplicação de S-metolachlor e a simulação de chuva (1 dia antes; logo após; 4, 8, 12, 16 e 20 dias após a aplicação). As dosagens de S-metolachlor não foram afetadas pelos níveis de palha na superfície do solo. Além disso, sem a manutenção de palha sobre o solo, o controle das plantas daninhas pelo herbicida S-metolachlor não foi influenciado pelos intervalos de tempo entre a aplicação e a simulação de chuva, até 20 dias. Com 10 t ha-1 de palha, o controle de B. decumbens e P. maximum pelo S-metolachlor não foi prejudicado quando choveu até 12 dias da sua aplicação ou um dia antes, mas, nesse caso apenas para P. maximum.
With the objective to study the control of Brachiaria decumbens and Panicum maximum by herbicide S-metolachlor as influenced by the time interval between the herbicide application the occurrence of rain and the amount of sugarcane straw on the soil, two experiments were conducted in pots under greenhouse conditions. In the first, the factors were the amount of sugarcane straw left on the soil surface (0, 3, 6, 10, or 15 ton. ha-1) and the S-metolachlor applied at doses of 0, 0.96, 1.44, 1.92, or 2.40 kg ha-1. In the second, the factors were the amount of sugarcane straw left on the soil surface (0 or 10 ton. ha-1), the interval of time elapsed between the application of S-metolachlor and simulated rain, which took place 1 day before and 0, 4, 8, 12, 16, or 20 days after the application. The herbicide doses were not affected by the amounts of straw left on the soil surface. When straw was not left on the soil surface, the control of the weeds by the herbicide was not influenced by the time interval up to 20 days after herbicide application. With 10 ton. ha-1 of straw, the control exerted by S-metolachlor was equally efficient whether it rained up to 12 days after the herbicide application. P. maximum was controlled even when the rain fell one day before the herbicide application.

Descrição

Palavras-chave

signal grass, buffalo grass, Crop residue, herbicide leaching, Capim-braquiária, capim-colonião, resíduos vegetais, lixiviação de herbicida

Como citar

Acta Scientiarum. Agronomy. Editora da Universidade Estadual de Maringá (UEM) - EDUEM, v. 34, n. 4, p. 379-387, 2012.