A relação ontológica entre tédio e esclarecimento e sua possível contribuição teórica para a educação humana e a moral

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-02-20

Autores

Silva, Felipe Resende da [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A presente tese tem como objetivo principal ensaiar uma formulação teórica a respeito de uma ontologia do tédio a partir de uma perspectiva dialética. Pautando-nos no fenômeno trans-histórico do esclarecimento, no arsenal teórico psicanalítico e em uma visão materialista-dialética do mundo social, projetamos a hipótese da perpetuidade do tédio ao longo da história humana não como um inefável evento metafísico, mas como resultado da atividade irracional da Razão no mundo humano. A partir desse quadro hipotético, buscamos desenvolver a apresentação de dois modelos teórico em torno da formação humana e da moralidade. No âmbito da educação humana, toma-se o pensamento adorniano em torno da problemática da educação após Auschwitz para depois se problematizar o tédio como fator de bloqueio dessa própria possibilidade de formação. No âmbito da moralidade, produziremos nossas reflexões a respeito da amoralidade a partir do fragmento “Juliette: ou esclarecimento e moral”, presente na Dialética do esclarecimento, juntamente com o próprio livro História de Juliette: ou as prosperidades do vício, de Sade, para em seguida expor uma complementação da amoralidade a partir da perspectiva da consciência entediada.
The present thesis aims to test a theoretical formulation about the ontology of boredom from a dialectical perspective. Drawing on the trans-historical phenomenon of enlightenment, the psychoanalytic theoretical arsenal, and a materialist-dialectical view of the social world, we project the hypothesis that the perpetuity of boredom throughout human history not as an ineffable metaphysical event but as a result of the irrational activity of Reason in the human world. From this hypothetical framework, we seek to develop the presentation of two theoretical models around human formation and morality. In the field of human education, the Adornian thought is taken up around the problem of education after Auschwitz and then will be discussed boredom as a obstruction to the very possibility of this formation. In the context of morality, we will produce our reflections on amorality from the “Juliette fragment: or enlightenment and morals”, present in Dialectics of Enlightenment, together with the very book History of Juliette: or the prosperity of vice, from Sade, to further expose a complementation of amorality from the perspective of the bored consciousness.

Descrição

Palavras-chave

Teoria crítica, Tédio, Psicanálise, Moralidade, Esclarecimento, Critical theory, Boredom, Psychoanalysis, Morality, Enlightenment

Como citar