Molecular phylogeny, morphology and their implications for the taxonomy of Eriocaulaceae

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-03-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Eriocaulaceae é uma família pantropical com dez gêneros e cerca de 1.400 espécies, com centro de diversidade no Novo Mundo, especialmente no Brasil. A última revisão da família foi publicada há mais de 100 anos, e até recentemente, as relações genéricas e infra-genéricas ainda eram pouco resolvidas. Entretanto, tem havido nos últimos 30 anos, um grande esforço por parte de pesquisadores brasileiros para preencher as lacunas existentes, utilizando caracteres morfológicos e anatômicos, complementados por dados adicionais de diferentes fontes, como palinologia, química, embriologia, genética de populações, citologia e, mais recentemente, estudos de filogenia molecular. Tal conjunto de dados tem levado a uma re-avaliação do relacionamento filogenético dentro da familia. Neste trabalho são apresentados novos dados para as regiões de ITS e trnL-F, analisadas separadamente e em combinação, usando máxima parcimônia e inferência Bayesiana. Os dados obtidos confirmam resultados já publicados, e mostram que muitos caracteres tradicionalmente usados para diferenciação e circunscrição dos gêneros dentro da família são homoplásicos. Uma nova descrição e chave genérica para a família, utilizando caracteres de várias fontes são apresentadas, refletindo a taxonomia atual das Eriocaulaceae.

Resumo (inglês)

The pantropical family Eriocaulaceae includes ten genera and c. 1,400 species, with diversity concentrated in the New World. The last complete revision of the family was published more than 100 years ago, and until recently the generic and infrageneric relationships were poorly resolved. However, a multi-disciplinary approach over the last 30 years, using morphological and anatomical characters, has been supplemented with additional data from palynology, chemistry, embryology, population genetics, cytology and, more recently, molecular phylogenetic studies. This led to a reassessment of phylogenetic relationships within the family. In this paper we present new data for the ITS and trnL-F regions, analysed separately and in combination, using maximum parsimony and Bayesian inference. The data confirm previous results, and show that many characters traditionally used for differentiating and circumscribing the genera within the family are homoplasious. A new generic key with characters from various sources and reflecting the current taxonomic changes is presented.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Rodriguésia. Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, v. 63, n. 1, p. 001-019, 2012.

Itens relacionados

Financiadores