Construção e validação de um material educativo para gestantes da comunidade indígena xerente

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

0014-12-23

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: A gestação é um acontecimento ilustre no ciclo de vida da mulher, ocasionando modificações hormonais, psicológicas e físicas que programam o organismo da mãe para a concepção de uma nova vida. As modificações, que variam entre as mulheres, são complexas e marcantes, podendo proporcionar anseios, medos e dúvidas. Nesse período, a assistência deve ocorrer através da agregação de ações acolhedoras, além do desenvolvimento de condutas educativas e preventivas que permitam a detecção precoce de patologias e situações de vulnerabilidade gestacional. A população feminina indígena, culturalmente falando, é diferenciada, o que exige elaborações de políticas que se adequem aos conceitos étnicos culturais. Objetivo: Elaborar e validar um material educativo relacionado à gravidez, ao parto e puerpério destinado às mulheres indígenas da etnia Xerente. Método: Trata-se de um estudo do tipo metodológico para construção de uma tecnologia educativa, o qual adotou as etapas de submissão do projeto ao Comitê de Ética e Pesquisa; levantamento bibliográfico; levantamento de vivências e demandas dos profissionais de área; elaboração do material educativo; validação e tradução para a língua Akwen. O material foi construído através das etapas de sistematização do conteúdo; seleção e elaboração das ilustrações; composição da cartilha e editoração gráfica. Na etapa de validação do material contou-se com a participação de 11 especialistas sendo dois médicos, cinco enfermeiros, dois metodologistas, um profissional de Letras e um designer. Entre os participantes prevaleceu o sexo feminino (91%) e enfermeiros (73%). Para análise da concordância entre os avaliadores optou-se pelo cálculo do Content Validity Radio (CVR). O projeto foi aprovado no Comitê de Ética da Faculdade de Medicina de Botucatu sob parecer n.º 5.277.956. Resultados: O material educativo apresenta-se em formato de cartilha. Para a sistematização do conteúdo foram identificados os temas considerados mais relevantes a partir de revisão de literatura e de demandas elencadas pelos profissionais que atuam nas comunidades indígenas. A versão final foi repassada para os especialistas, que avaliaram 23 itens referentes ao conteúdo, à linguagem e ilustração. Todos os itens apresentaram CVR acima de 0,63 e o CVR global foi de 0,94. Após as correções sugeridas pelo comitê de especialistas, o material foi encaminhado para última etapa, que compreendeu a tradução para a língua Akwen. Considerações finais: Como produto deste estudo obteve-se a “Cartilha da Gestante indígena Xerente”. Construído a partir das necessidades locais, o material pode fornecer informações sobre os cuidados durante a gestação, bem como auxiliar os profissionais na condução da assistência e interação com as gestantes da etnia Xerente
Introduction: Pregnancy is an illustrious event in a woman’s life cycle, causing hormonal, psychological and physical changes that program the mother’s organism for the conception of a new life. The changes, which vary between women, are complex and striking, and can cause desires, fears and doubts. During this period, assistance must occur through the aggregation of welcoming actions, in addition to the development of educational and preventive behaviors that allow for the early detection of pathologies and situations of gestational vulnerability. The Indigenous female population, culturally speaking, is differentiated, which requires the development of policies that adapt to ethnic-cultural concepts. Objective: to develop and validate educational material related to pregnancy, childbirth and the postpartum period aimed at Indigenous women of the Xerente ethnic group. Method: This is a methodological study, for the construction of an educational technology, which adopted the steps of: submission of the project to the ethics and research committee; bibliographic survey; survey of experiences and demands of professionals in the field; preparation of educational material; validation and translation into the Akwen language. The material was constructed through the content systematization stages; selection and preparation of illustrations; booklet composition and graphic publishing. The material validation stage involved the participation of 11 specialists: two doctors, five nurses, two methodologists, a lettering professional and a designer. Among the participants, 91% were female and 73% were nurses. To analyze the agreement between the evaluators, we chose to calculate the Radio Content Validity (CVR). The Ethics Committee of the Botucatu Faculty of Medicine approved the project. Results: The educational material is presented in booklet format. To systematize the content, the themes considered most relevant were identified based on a literature review and demands listed by professionals who work in Indigenous communities. The definitive version was passed on to the experts, who evaluated 23 items relating to content, language and illustration. All items had a CVR above 0.63 and the overall CVR was 0.94. After the corrections suggested by the committee of experts, the material was sent to the last stage, translation into the Akwen language. Final considerations: As a product of this study, the “Educational booklet pregnant women from the Xerente Indigenous” was obtained. Built based on local needs, the material can provide information about care during pregnancy, as well as assist professionals in providing care and interaction with pregnant women of the Xerente ethnic group.

Descrição

Palavras-chave

Saúde indígena, Pré-natal, Gravidez

Como citar