Influência do tipo e da quantidade de resíduos vegetais associados a herbicidas residuais no desenvolvimento da cultura da soja

Imagem de Miniatura

Data

2006-01-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Instituto Agronômico de Campinas

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O objetivo do trabalho foi avaliar, em condições de campo e na região originalmente sob cerrado, os efeitos de resíduos vegetais [sorgo de cobertura (híbrido Cober Exp), milheto forrageiro (var. BN2), capim pé-de-galinha (Eleusine coracana) e capim braquiária (Brachiaria brizantha)] e duas quantidades de palha (3,0 e 5,5 t ha-1, no primeiro ano do estudo, e 3,5 e 5,8 t ha-1, no segundo), associados a herbicidas residuais (diclosulam a 35 g ha-1 e imazaquin a 140 g ha-1) aplicados em pré-emergência, no desenvolvimento da cultura da soja. Para tal, foi desenvolvido experimento no ano agrícola 2003/2004 e repetido em 2004/2005, na Fazenda Três Marcos, em Uberlândia (MG). No primeiro ano, após a instalação da cultura da soja, plantas de Eleusine coracana tornaram-se as principais infestantes na cobertura de capim pé-de-galinha. Devido à ausência de controle dessa espécie pelos herbicidas testados, a convivência entre ela e a cultura refletiu negativamente nas plantas de soja. O herbicida imazaquin afetou, indiretamente, as plantas de soja, em virtude do seu controle insatisfatório das plantas daninhas. Nas plantas de soja crescidas sobre cobertura de capim braquiária (nos dois anos) e de capim pé-de-galinha (no segundo ano) observaram-se maior produtividade de grãos, acúmulo de massa e altura de plantas. Os resíduos vegetais de sorgo influenciaram negativamente no desenvolvimento das plantas de soja, nos dois anos. Quanto aos níveis de palha, houve diferença entre eles para milheto forrageiro (no primeiro ano) e sorgo (no segundo ano). O menor nível de milheto forrageiro e o maior de sorgo ocasionaram prejuízos às plantas de soja.

Resumo (inglês)

This work was conducted in the agricultural years 2003/2004 and 2004/2005, at the Três Marcos Farm, Uberlândia (MG), Brazil. It was aimed to evaluate the effect of crop residues [coverage sorghum (hybrid Cober Exp), forage millet (var. BN2), finger millet (Eleusine coracana) and St. Lucia Grass (Brachiaria brizantha)] in two amounts: 3.0 and 5.5 t ha-1 in the first year and 3.5 and 5.8 t ha-1, in the second year, combined with residual herbicides: diclosulam at 35 g ha-1 and imazaquin at 140 g ha-1, applied at pre-emergence, on the development of soybean under `Cerrado' field, conditions. In the first year, after the soybean field was installed, Eleusine coracana became the major weed species in the finger millet plot. Because this species was not controlled by herbicides, its presence negatively influenced soybean development. The herbicide imazaquin indirectly affected soybean plants, due to its inefficient weed control. Soybean plants grown under St. Lucia Grass (both years) and finger millet (second year) reached higher grain yield, mass accumulation and height. Sorghum residues affected soybean development in both years. The amount of residues, had difference between them for forage millet (first year) and sorghum (second year). The small amounts of forage millet and major of sorghum caused injury in soybean plants.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Bragantia. Instituto Agronômico de Campinas, v. 65, n. 3, p. 421-432, 2006.

Itens relacionados

Financiadores