Proposta de desenvolvimento de instrumento para avaliação da prontidão simbiótica de indústrias co-localizadas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-08-26

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Em um contexto de escassez de materiais e problemas ambientais, a Simbiose Industrial (SI) desponta como uma estratégia que colabora para aumentar a circularidade dos recursos e a sustentabilidade. Mesmo diante da sua relevância, as empresas ainda têm dificuldades em avaliar se tem condições para implementá-la, principalmente, em função da falta de instrumentos de mensuração adequados. Diante disso, o objetivo geral desta tese é desenvolver um instrumento de avaliação para diagnosticar a prontidão simbiótica de empresas co-localizadas em distritos/parques industriais. Para atingir tal objetivo, procedimentos de pesquisa teóricos, empíricos e estatísticos foram empregados. Como procedimento teórico, uma revisão estrutura da literatura foi utilizada para identificar as dimensões do constructo de SI, que resultaram na estruturação do Instrumento de Avaliação da Prontidão Simbiótica (IAPS). Como procedimento empírico, uma pesquisa survey com 201 empresas co-localizadas foi aplicada para validar o IAPS. Como procedimento estatístico, efetivou-se a análise fatorial e discriminante para examinar os dados e verificar a confiabilidade do IAPS. Como resultado, o IAPS foi desenvolvido e validado, apresentando-se como uma ferramenta eficaz para avaliar a prontidão simbiótica de empresas co-localizadas. Para esta avaliação, as empresas devem considerar cinco fatores: a disponibilidade do recurso água e energia, do recurso material, do acesso à informação, do compartilhamento de informação e confiança, e das condições de acesso, infraestrutura e parceria. Além dos fatores, uma tipologia para agrupar empresas em níveis de prontidão simbiótica foi criada, e recomendações práticas para cada grupo foram propostas. Demais, o IAPS foi transformado em um Sistema Web, uma ferramenta auto avaliativa, prática e gratuita para diagnóstico dos níveis de prontidão simbiótica. Em geral, constatou-se que as empresas investigadas estão a caminho para implementação da SI, demonstrando que até há tentativas de trocas de resíduos e subprodutos com outras indústrias co-localizadas, contudo existem dificuldades em superar barreiras relativas aos fatores de informação e confiança e condições de acesso, infraestrutura e parceria. Como contribuição principal, este estudo apresenta um instrumento de avaliação original que permite às empresas identificar sua prontidão simbiótica, logo, ao atingirem estágios maduros de implementação da SI, as empresas se aproximam de um modelo de produção circular e evoluem para transformar seus distritos/parques atuais em ecossistemas industriais sustentáveis.
In a context of material scarcity and environmental problems, Industrial Symbiosis (IS) emerges as a strategy which collaborates to increase the resources circularity and sustainability. Despite its relevance, companies still have difficulties in assessing whether they have conditions to implement it, mainly due to the lack of adequate measurement instruments. Therefore, the general objective of this work is to develop an assessment tool to diagnose the symbiotic readiness of companies co-located in industrial districts/parks. To achieve this objective, theoretical, empirical and statistical research procedures were used. As a theoretical procedure, a structured literature review was used to identify the IS construct dimensions, that resulted in the structuring of the Symbiotic Readiness Assessment Instrument (SRAI). As an empirical procedure, a survey with 201 co-located companies was applied to validate the SRAI. As a statistical procedure, a factorial and discriminant analysis was carried out to examine the data and verify the SRAI reliability. As a result, the SRAI was developed and validated, presenting itself as an effective tool to assess the symbiotic readiness of co-located companies. For this assessment, companies must consider five factors: the availability of water and energy resources, material resources, access to information, sharing of information and trust, and conditions of access, infrastructure and partnership. In addition to the factors, a typology to group companies into symbiotic readiness levels was created, and practical recommendations for each group were proposed. Furthermore, the IAPS was transformed into a Web System, a self-evaluative, practical and free tool for diagnosing symbiotic readiness levels. In general, it was found that the investigated companies are “on the way” to implementing the IS, demonstrating that there are even attempts to exchange waste and by-products with other colocated industries, however, there are difficulties in overcoming barriers related to information and trust factors and conditions of access, infrastructure and partnership. As a main contribution, this study presents an original assessment instrument that allows companies to identify their symbiotic readiness, therefore, when reaching mature stages of IS implementation, companies approach a circular production model, and evolve to transform their current districts/parks into sustainable industrial ecosystems.

Descrição

Palavras-chave

Prontidão simbiótica, Instrumento de avaliação, Circularidade, Gestão de recursos, Eficiência empresarial, Symbiotic readiness, Assessment tool, Circularity, Resource management, Business efficiency

Como citar