Reguladores vegetais e bioestimulantes no desenvolvimento de Salvia officinalis L: avaliações fisológicas, bioquímicas e fitoquímicas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-09-01

Orientador

Ono, Elizabeth Orika

Coorientador

Pós-graduação

Ciências Biológicas (Botânica) - IBB

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Este estudo objetivou avaliar o efeito de reguladores vegetais e bioestimulantes no desenvolvimento, teor e composição de óleo essencial, teores de flavonóides e fenóis totais, atividade antioxidante e atividade das enzimas peroxidase e polifenoloxidade de plantas de Salvia officinalis L. Para tanto, instalou-se experimento em casa de vegetação, do Departamento de Botânica, Instituto de Biociências, da Universidade Estadual Paulisa - UNESP, Botucatu, SP. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com 6 tratamentos contendo três repetições. As plantas foram tratadas com as seguintes substâncias: 1- controle (água); 2- IBA a 100 mg L-1; 3- GA3 a 70 mg L-1; 4-benzilaminopurina (BAP) a 70 mg L-1; 5- GA3+cinetina+IBA - Stimulate® a 1% e 5- GA4+7+N-(fenilmetil)-1-purina-6- amino - Promalin® a 100 mg L-1. As avaliações fisiológicas foram realizadas em 7 coletas, pelas seguintes características: altura da planta, área foliar, massa seca de caule, folhas e da parte aérea da planta. Para as avaliações fitoquímicas, foram avaliadas a produção de massa seca da parte aérea e rendimento do óleo essencial, aos 90 e 120 D.A.E. As análises bioquímicas foram determinadas nas sete coletas, determinando-se: os teores de flavonóides e fenóis totais, atividade das enzimas peroxidase e polifenoloxidase e atividade antioxidante (CE50). Analisando-se os resultados obtidos foi possível verificar que plantas tratadas com IBA e GA3 promoveram maiores incrementos na produtividade vegetal, principalmente, na formação da parte aérea. A produção de óleo essencial foi incrementada pela aplicação de IBA nas plantas, mas também tratamentos com GA3 e o bioestimulante Stimulate® também influenciaram positivamente no acúmulo de óleo essencial. O maior rendimento de óleo essencial foi obtido na coleta aos 120 D.A.E. Os...

Resumo (inglês)

This study aimed at evaluating the effect of plant growth regulators and biostimulants on development, essential oil content and composition, total flavonoid and phenol levels, besides peroxidase, polyphenol oxidase and antioxidant activities in Salvia officinalis L plants. The experiment was carried out in a greenhouse from Department of Botany, Institute of Biosciences, São Paulo State University - UNESP, Botucatu, São Paulo State, Brazil. Experimental design was completely randomized with six treatments and three replicates. Plants were subjected to the following substances: 1- control (water); 2- IBA 100 mg L-1; 3- GA3 70 mg L-1; 4- benzylaminopurine (BAP) 70 mg L-1; 5- GA3+kinetin+IBA - Stimulate® 1%, and 5- GA4+7+ N-(phenylmethyl)-1H-purine-6-amine - Promalin® 100 mg L- 1. Physiological evaluations were performed in seven harvestings and consisted of plant height, leaf area, and dry matter of stem, leaves and shoot. As regards phytochemical evaluations, shoot dry matter and essential oil yield were assessed at 90 and 120 D.A.E. Also, the following biochemical evaluations were performed: total flavonoid and phenol levels, besides peroxidase, polyphenol oxidase and antioxidant (CE50) activities. IBA- and GA3- treated plants had higher plant productivity, mainly concerning shoot formation. IBA application led to an increase in essential oil yield, which was also positively influenced by GA3 and Stimulate®, a biostimulant. The highest essential oil yield was detected at 120 D.A.E. Plant growth regulators, biostimulants and harvesting times did not lead to alterations in the essential oil chemical composition. IBA-treated plants presented the highest total phenol and flavonoid levels. Plants subjected to IBA, GA3 and Promalin® had higher antioxidant activity. Considering enzymatic activities, there was an increase in peroxidases when plants were treated with GA3... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

POVH, Juliana Aparecida. Reguladores vegetais e bioestimulantes no desenvolvimento de Salvia officinalis L: avaliações fisológicas, bioquímicas e fitoquímicas. 2008. 108 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, 2008.

Itens relacionados