Oportunismo alimentar de Knodus moenkhausii (Teleostei, Characidae): uma espécie abundante em riachos do noroeste do Estado de São Paulo, Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-03-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul

Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar a biologia alimentar de Knodus moenkhausii (Eigenmann & Kennedy, 1903) em riachos do Alto rio Paraná no Estado de São Paulo. em oito riachos (R1-R8), K. moenkhausii se alimentou de 18 itens, dos quais algas, ninfas de efemerópteros e larvas de dípteros foram os itens autóctones mais freqüentes e dominantes; fragmentos de insetos terrestres, himenópteros e aranhas foram os itens alóctones mais freqüentes e dominantes. No riacho R2, K. moenkhausii apresentou dieta distinta dos demais riachos, principalmente em função da profundidade, tipo de substrato e da presença de vegetação ripária. No riacho R9, amostrado mensalmente durante um ano, foram identificados 15 itens, dos quais insetos terrestres predominaram ao longo do ano; larvas de dípteros e algas foram pouco expressivas nos períodos de dezembro-janeiro (período mais quente e chuvoso) e junho-julho (período mais frio e seco). No riacho R9 foram realizadas observações subaquáticas durante mergulho livre, onde observamos a cata de itens na coluna d'água junto do substrato, da vegetação submersa e na superfície da água. A elevada variedade de itens consumidos - condicionada às variações do hábitat e sazonais - e a prática de diversas táticas nos permitem considerar K. moenkhausii uma espécie oportunista quanto ao uso dos recursos alimentares. Este oportunismo aparentemente se reflete na abundância da espécie, demonstrando boa capacidade em alocar parte significativa de sua energia à reprodução, mesmo em ambientes fisicamente impactados por ação antrópica.
In the present investigation we studied the feeding biology of Knodus moenkhausii (Eigenmann & Kennedy, 1903) in streams of the Upper Paraná river system in the state of São Paulo. In eight streams (R1-R8), K. moenkhausii consumed 18 items, of which algae, ephemeropteran nymphs, and dipteran larvae were the most frequent and dominant autochthonous items, as were terrestrial insects, hymenopterans, and spiders regarding allochthonous items. In the R2 stream, K. moenkhausii showed distinct diet, mostly due to depth, substrate type, and presence of riparian vegetation. In the R9 stream (monthly sampled for one year), 15 items were consumed, of which terrestrial insects predominated all year round; dipteran larvae and algae were least relevant during December-January (hot and wet period) and June-July (cold and dry period), respectively. During snorkeling observations in this stream, we recorded individuals performing drift feeding, picking at relatively small preys close to the substrate and submerged vegetation, and surface picking. The large diversity of consumed items - conditioned to habitat and seasonal variations - and the diversity of feeding tactics allow us to consider K. moenkhausii a rather opportunistic fish species. Such opportunism apparently reflects on the species abundance, showing its ability to allocate a significant part of its energy to reproduction, even in physically impacted habitats by human actions.

Descrição

Palavras-chave

Nektonics, Omnivory, Feeding tactics, Seasonality, Nectônicos, onivoria, táticas alimentares, Sazonalidade

Como citar

Iheringia. Série Zoologia. Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, v. 97, n. 1, p. 7-15, 2007.