Efeito da erosão ácida in situ nas propriedades estruturais e óptica de resina bisacrílica nanoparticulada, não polida e polida com diferentes tratamentos de superfície

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-08-26

Autores

Neves, Isabela Dornelas [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar a influência da erosão ácida in situ nas propriedades estruturais e óptica de resina bisacrílica nanoparticulada, não polida e polida com diferentes tratamentos de superfície, avaliando rugosidade de superficie (Ra), microdureza knoop (MK) e alteração de cor (ΔE00). Foram confeccionados 80 espécimes (n=10 por grupo) (5×5×1,5 mm) e os seguintes tratamentos de superfícies: NP - não polidos (limpos com uma gaze umedecida em álcool); PA - polimento com pontas de borracha Astropol (Ivoclar); SB - selante de superfície Biscover LV (Bisco) e SP - Selante de superfície Palaseal (kulzer). Para o experimento in situ, foram selecionados 10 voluntários, cada voluntário usou um aparelho intraoral contendo oito espécimes (dois espécimes por grupo experimental), sendo que apenas um espécime de cada grupo experimental foi submetido ao processo de erosão ácida. A erosão ácida consistiu na imersão dos espécimes em 150 ml de refrigerante à base de cola (Coca-Cola, pH = 2,3), 4 x 5 min/dia (8:00, 12:00, 16:00 e 20:00) por 14 dias consecutivos. As análises foram realizadas após os tratamentos de superfície (T1) e após experimento in situ (T2). Os dados obtidos foram submetidos ao teste de normalidade e posteriormente ao teste T de medidas repetidas para análise estatística de Ra e MK e ao ANOVA para alteração de cor, ambos com nível de significância de 5%. Em todos os períodos os grupos SB e SP apresentaram os menores valores de Ra (p<0,05). Entretanto, não houve alteração significativa na comparação entre sem e com erosão ácida (p<0,05). O grupo SB obteve em todos os períodos os maiores valores de MK e NP os menores (p<0,05). De igual modo, sem alteração significativa na comparação entre sem e com erosão ácida (p<0,05). O grupo SP apresentou os maiores valores de ΔE00 (p<0,05). Também não houve diferença significativa de ΔE00 entre os grupos sem e com erosão ácida (p<0,05). Portanto, os selantes de superfície foram capazes de melhorar a rugosidade de superfície e a microdureza da resina bisacrílica, todavia o selante Palaseal gera alteração de cor inaceitável. A erosão ácida não influenciou significativamente na rugosidade, microdureza e cor da resina bisacrílica, independente do tratamento de superficie realizado.
The aim of this study was to evaluate the influence of acid erosion in situ on the structural and optical properties of non-polished and polished nanoparticulate bisacrylic resin with different surface treatments, evaluating surface roughness (SR), knoop microhardness (MK) and stainability of color (ΔE00). Eighty specimens were made (n=10 per group) (5×5×1.5 mm) and the surface treatments were applied: NP - unpolished (cleaned with a gauze moistened with alcohol); PA - polishing with Astropol rubber tips (Ivoclar); SB - Biscover LV surface sealant (Bisco) and SP - Palaseal surface sealant (kulzer). For the in situ experiment, 10 volunteers were selected, each volunteer used an intraoral appliance containing eight specimens (two specimens per experimental group), and only one specimen from each experimental group was subjected to the acid erosion. Acid erosion consisted of immersing the specimens in 150 ml of cola-based soft drink (Coca-Cola, pH = 2.3), 4 x 5 min/day (8:00, 12:00, 16:00 and 20:00). 00) for 14 consecutive days. The analyzes were performed after the surface treatments (T1) and after the in situ experiment (T2). The data obtained were submitted to the normality test and later to the T test of repeated measures for statistical analysis of SR and MK and to ANOVA for ΔE00, both with a significance level of 5%. In all periods, the SB and SP groups presented the lowest SR values (p<0,05). However, there was no significant change in the comparison between without and with acid erosion (p<0,05). The SB group obtained in all periods the highest values of MK and NP the lowest, (p<0,05). Likewise, there was no significant change in the comparison between without and with acid erosion (p<0,05). The SP group presented the highest values of ΔE00, (p<0,05). There was also no significant difference in ΔE00 between the groups without and with acid erosion (p<0,05). Therefore, the surface sealants were able to improve the surface roughness and microhardness of the bisacrylic resin, however the PA sealant generates unacceptable color change. Acid erosion did not significantly influence the roughness, microhardness and color of the bisacrylic resin, regardless of the surface treatment.

Descrição

Palavras-chave

Resinas acrílicas, Erosão dentária, Polimento dentário, Dental polishing

Como citar