Metabolismo lipídico da espécie estivante Physalaemus albifrons Spix, 1824 (Anura: Leiuperidae) na Caatinga Brasileira

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-02-08

Orientador

Ribeiro, Cristéle da Silva

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Ciências Biológicas - FEIS

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

In this work we analyzed concentrations of total lipids and fatty acid profile during activity and activation of Physalaemus albifrons. The samples were collected in Angicos/RN, caatinga region, during drought and rains. The lipids were extracted with chloroform: methanol, the data quantified by colorimetric method, calculated in excel and statistically analyzed, using the test-t. The fatty acids were separated by column chromatography, the fatty acid composition was determined using gas chromatograph with a flame ionizer. The fatty acids were identified based on retention times. For epithelial tissue, there was no statistical difference, and it remained stable during activity and activation. Muscle and hepatic tissues had decreased lipids during activity, explained by the rapid response to water changes. Liver tissue had high levels of saturated fatty acids (SAT) and monounsaturated fatty acids(MUFA) being an energetic substrate and low levels of polyunsaturated acids (PUFA).

Resumo (português)

Neste trabalho analisaram-se concentrações de lipídeos totais e o perfil de ácidos graxos durante atividade e estivação de Physalaemus albifrons. As coletas foram realizadas na cidade de Angicos/RN, região da caatinga, durante o período de estiagem e chuvas. Os lipídeos foram extraídos com a utilização de clorofórmio:metanol, sua quantificação foi realizada por método colorimétrico e analisados estatisticamente, utilizando o test-t. Os ácidos graxos foram separados por meio de cromatografia de coluna e a sua composição foi determinada utilizando cromatógrafo gasoso com ionizador de chama, identificando-se com base nos tempos de retenção. Os resultados obtidos para o tecido epitelial não apresentaram diferenças estatísticas, tendo se mantido estável durante atividade e estivação. Os tecidos musculares e hepáticos tiveram diminuição lipídica durante atividade, explicados pela rápida resposta às mudanças hídricas. O tecido hepático teve altos níveis de ácidos graxos saturados (SAT) e monoinsaturados (MUFA) sendo um substrato energético e baixos níveis de poliinsaturados (PUFA).

Descrição

Idioma

Português

Como citar