Platinosomíase em felinos domésticos: um diferencial para obstrução biliar

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010

Autores

Paula, Carolina Lechinski de [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

The platinosomiase is a disease the hepatobiliary system of domestic felines being caused by trematode Platynosomum fastosum. The life cycle of the parasite includes the presence of three intermediate hosts (snails, terrestrial isopodes, lizards or frogs). The cat is considered definitive host of the parasite and acquires the infection eating a vertebrate intermediate host containing metacercariae. The adult parasites generally inhabit the liver, gallbladder and bile ducts of cats. The severity of clinical manifestations depends mainly on the number of flukes in the biliary tract. Many animals are asymptomatic or exhibit nonspecific clinical manifestations such as anorexia, lethargy, weight loss, vomiting and diarrhea. In large infestations can occur biliary obstruction resulting in jaundice, cirrhosis, hepatitis cholangiohepatitis and even death. The definitive diagnosis is accomplished through by the detection of fluke eggs in feces or through laparotomy and liver biopsy. Treatment should be based on the use of anthelmintic for the elimination of the parasite and supportive therapy for the animal. Prevention is difficult due to predatory nature of the cat. The control can be accomplished through periodic fecal examinations
A platinosomíase é uma doença que acomete o sistema hepatobiliar dos felinos domésticos, sendo causada pelo trematódeo Platynosomum fastosum. O ciclo de vida do parasita inclui a presença de três hospedeiros intermediários (caracóis, isópodos terrestres, lagartixas ou sapos). O gato é considerado hospedeiro definitivo do parasita e adquire a infecção ao ingerir um hospedeiro intermediário vertebrado contendo metacercárias. Os parasitas adultos geralmente habitam o fígado, vesícula biliar e ductos biliares dos felinos. A gravidade das manifestações clínicas depende, principalmente, do número de trematódeos no trato biliar. Muitos animais são assintomáticos ou exibem manifestações clínicas inespecíficas como anorexia, letargia, emagrecimento, êmese e diarréia. Em grandes infestações pode ocorrer obstrução biliar, resultando em icterícia, cirrose, colangio-hepatite e até morte. O diagnóstico definitivo é realizado pela detecção dos ovos dos trematódeos nas fezes ou através de laparotomia exploratória e biópsia hepática. O tratamento deve se baseado no uso de anti-helmínticos para a eliminação do parasita e na terapia de suporte para o animal. A prevenção é difícil devido à natureza predatória do gato. O controle pode ser realizado através de exames parasitológicos de fezes periódicos

Descrição

Palavras-chave

Felídeo – Doenças, Trematodeo, Vias biliares – Obstruções

Como citar

PAULA, Carolina Lechinski de. Platinosomíase em felinos domésticos: um diferencial para obstrução biliar. 2010. 1 CD-ROM. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Medicina Veterinária) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, 2010.