Alunos ativos no processo de aprendizagem mediada por uma proposta de avaliação diferenciada

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2014

Autores

Tortorelli, Wellington [UNESP]
Alves, Maria Aparecida Agostini
Agostini, Eliena Aparecida Betete
Campello, Lourdes Maria Viegas
Trazzi, Márcia Aparecida da Silva
Rocha, Edilce Ferlete Teixeira
Barreira, Giovana Rosselli Dias [UNESP]
Haga, Kuniko Iwamoto [UNESP]
Haga, Mario Susumo [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)
Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD UNESP)

Resumo

A dificuldade de aprendizagem dos alunos na educação formal, assim como suas causas, na sua maioria, é de conhecimento de todos. Porém, destacamos que entre muitos fatores que contribuem com estas dificuldades é a falsa crença do próprio aluno na sua incapacidade para aprender conteúdos, levando-o à falta de motivação mesmo em aulas muito bem ministradas. Nos últimos dez anos, temos pesquisado a possível contribuição de uma forma de avaliação da aprendizagem que privilegia a aprendizagem, com aplicações de fundamentos da avaliação formativa conciliando com as lógicas da avaliação somativa e que tem proporcionado resultados muito promissores. Neste trabalho desenvolvido em uma escola pública, por percepção de seus gestores e professores, a proposta foi ajustada para estudar uma metodologia de aprendizagem com aplicação de uma avaliação seguida de apresentação de conteúdos em aulas teóricas e, quando possível, práticas, não muito diferentes das tradicionais aulas expositivas, concluindo com a reaplicação da mesma prova da aplicação abrindo espaço para reflexões. Estas práticas são desenvolvidas em três momentos: a formação de uma equipe de alunos monitores pela professora, a aplicação da prática pelos monitores aos demais alunos da classe e, por fim, momentos de reflexões com apresentação de relatório por escrito. Entre muitos resultados positivos obtidos, destaca o fato de transformar alunos passivos em ativos e, principalmente levando-os à motivação pela aprendizagem pelo fato de passar a acreditar na sua própria capacidade de aprender promovendo uma mudança na cultura escolar pelo sucesso.

Descrição

Palavras-chave

Como citar

CONGRESSO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES, 2.; CONGRESSO ESTADUAL PAULISTA SOBRE FORMAÇÃO DE EDUCADORES, 12., 2011, Águas de Lindóia. Anais 2. Congresso Nacional de Professores 12. Congresso Estadual sobre Formação de Educadores... São Paulo: UNESP; PROGRAD, 2014. p. 5019-5029