Adubação fosfatada com polímeros em soqueira de cana-de-açúcar: efeito da labilidade de fósforo no solo e na produtividade

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-12-03

Autores

Oliveira, Clayton Luís Baravelli de

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A cultura da cana-de-açúcar é exigente em relação a fertilidade do solo, sendo o fósforo um elemento essencial para as plantas, entretanto, se encontra em baixa disponibilidade nos solos brasileiros junto com os baixos teores de matéria orgânica e solos ácidos. Com isso o objetivo do trabalho foi avaliar os efeitos da adubação com fertilizante fosfatado protegido com polímeros em soqueira de cana-de-açúcar, na dinâmica do fracionamento de fósforo no solo, estado nutricional das plantas, qualidade tecnológica e colmos. O experimento foi conduzido a campo, em Argissolo Vermelho Amarelo distrófico, com baixo teor de fósforo disponível, na região Oeste do Estado de São Paulo. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com quatro repetições. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 2x4+1, composto por duas fontes de fósforo (fosfato monoamônio e fosfato monoamônio protegido por polímeros) e quatro doses de fósforo (20, 40, 60, 80 kg ha-1 de P2O5), acrescido de um tratamento controle de dose zero de fósforo. A adubação com fosfato monoamônio com e sem polímeros na soqueira de cana-de-açúcar contribuiu para o aumento de fósforo disponível no solo. O extrator P-resina quantificou a presença do polímero no fertilizante fosfatado, enquanto pelo método Mehlich 1 não foi observado diferença entre as fontes. O fertilizante fosfatado com polímeros apresentou maior disponibilidade de fósforo nas frações lábil e moderadamente lábil em relação a ausência do polímero no fertilizante. A adubação fosfatada aumentou 13 t ha-1 na produção de colmos e não alterou as concentrações de macro e micronutrientes foliares. A qualidade tecnológica da cana-de-açúcar no terceiro corte não variou com a adubação fosfatada.
The sugarcane crop is demanding in relation to soil fertility, and phosphorus is an essential element for plants, however, it is in low availability in Brazilian soils along with low levels of organic matter and acidic soils. Thus the objective of this work was to evaluate the fertilization with phosphate fertilizer protected with polymers in sugarcane ratoon, in the availability and fractionation of phosphorus in the soil, nutritional status of plants, technological quality and forage production and Culms. The experiment was conducted in a field, in a ultisol, with low phosphorus content, in the western region of the state of São Paulo. The experimental design was randomized blocks with four replications. The treatments were arranged in a 2x4 + 1 factorial scheme, consisting of two phosphorus sources (monoammonium phosphate and polymer-protected monoammonium phosphate) and four phosphorus doses (20, 40, 60, 80 kg ago-1 of P2O5), plus a dose control treatment Zero phosphorus. The fertilization with monoammonium phosphate with and without polymers in the sugar cane ratoon contributed to the increase of available phosphorus in the soil. The P-resin extractor quantified the effect of the polymer presence on the phosphate fertilizer, while the Mehlich 1 method did not observe any difference between the sources. The phosphate fertilizer with polymers showed higher phosphorus availability in the labile and moderately labile fractions in relation to the absence of the polymer in the fertilizer. The phosphate fertilization increased 13 t ha-1 in the production of stalks and did not alter the concentrations of leaf macro and micronutrients. The technological quality of sugarcane in the third cut did not varied with phosphate fertilization.

Descrição

Palavras-chave

Fertilidade do solo, Fertilizantes fosfatados, Cana-de-açúcar, Soil fertility, Phosphate Fertilizer, Sugar-cane

Como citar