Da divisão sexual do trabalho à feminização da pobreza: renda básica universal como propulsora do acesso à justiça social.

Imagem de Miniatura

Data

2022-11-23

Autores

Ferreira, Giovanna Martins

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

As incapacidades de atingir o pleno emprego e a valoração monetária de algumas formas de trabalho limitou o acesso à renda. Somado a isso, as políticas de transferência de renda se constituíram como focalizadas e residuais, não sendo efetivas ao combate dos eixos de injustiça. Esses remédios não atravessaram as opressões da divisão sexual do trabalho, mesmo que alguns preferenciem às mulheres enquanto titulares, de tal forma que o fenômeno da feminização da pobreza se mostrou ainda mais latente em momentos de crise econômica. Ante ao viés compensatório dos programas de distribuição de renda, o direito à renda não esteve alicerçado nos contornos axiológicos de direito fundamental e, assim, ficou à mercê de interesses políticos-econômicos. Por isso, sua implantação deveria alcançar a universalidade, a igualdade de gênero e a não estigmatização dos beneficiários. A partir do método dedutivo-hipotético e da análise bibliográfica, objetivou-se demonstrar que a renda universal é um remédio transformador, pois tende a promover a justiça social, combatendo a pobreza e a estigmatização de gênero
The inability to reach full employment and the monetary valuation of some forms of work limited access to income. Added to this, income transfer policies were focused and residual, not being effective in combating the axes of injustice. These remedies did not cross the oppressions of the sexual division of labor, even if some prefer women as holders, in such a way that the phenomenon of feminization of poverty was even more latent in times of economic crisis. Faced with the compensatory bias of income distribution programs, the right to income was not based on the axiological contours of a fundamental right and, thus, was at the mercy of political-economic interests. Therefore, its implementation should achieve universality, gender equality and non-stigmatization of beneficiaries. Based on the deductive-hypothetical method and bibliographical analysis, the objective was to demonstrate that universal income is a transformative remedy, as it tends to promote social justice, combating poverty and gender stigmatization.

Descrição

Palavras-chave

Acesso à Renda, Divisão Sexual do Trabalho, Justiça Social, Gênero, Renda Básica Universal, Access to Income, Sexual Division of Labour, Social Justice, Gender, Universal Basic Income

Como citar