Seletividade e eficácia do indaziflam e efeito da profundidade do lençol freático na interferência de panicum dichotomiflorum em cana-de-açúcar

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-04-05

Orientador

Carbonari, Caio Antonio
Velini, Edivaldo Domingues
Odero, Dennis Calvin

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

O objetivo geral foi avaliar a eficácia de controle e seletividade do herbicida indaziflam, o potencial de controle em solos orgânicos com alta infestação de Panicum dichotomiflorum e o efeito da competição da espécie de planta daninha P. dichotomiflorum com a cultura da cana-de-açúcar em diferentes profundidades de lençol freático (PLF). O trabalho foi redigido em três capítulos. Para realização do experimento do capítulo 1, realizado no Brasil, foram utilizados os tratamentos testemunha; testemunha capinada; indaziflam nas dosagens 75; 150 e 300 g i.a ha-1; e as combinaçãos: indaziflam + metribuzim; tebuthiuron + ametrina; amicarbazone + clomazone; tebuthiuron + isoxaflutole. Avaliou-se, fitotoxidade, controle de plantas daninhas, características biométricas, produtivas e tecnológicas da cana-de-açúcar. No capítulo 2, realizado nos Estados Unidos da América, os tratamentos foram indaziflam nas dosagens de 0; 84,8; 170,04; 254,92 e 340,09 g i.a ha-1. No controle do P.dichotomiflorum sendo avaliado aos 44, 67 e 87 dias após a aplicação (DAA) e número de plantas por parcela aos 67 DAA. Aos 67 e 87 DAA foram realizadas imagens aéreas para estimativa de porcentagem de cobertura (nível de infestação) do P. dichotomiflorum com o uso de drone e trabalhadas em dois softwares (DroneDeploy e ImageJ). No capítulo 3, também realizado nos Estados Unidos da América, os tratamentos consistiram na cultura da cana-de-açúcar com ausência e presença do P. dichotomiflorum em competição, em três diferentes PLF, sendo elas: 0, 16, 40 cm, em duas texturas de solo. Avaliou-se máxima eficiência quântica do FSII (FV/FM), índice SPAD, altura de plantas, e índice de área foliar (IAF) aos 7, 23, 37, 48 e 67 dias após o início dos tratamentos (DAT). Aos 67 DAT foram avaliados os teores de clorofila a, b e carotenoides, número de perfilhos, e massa de matéria seca de colmos e folhas da cana-de-açúcar e de P. dichotomiflorum. No capítulo 1, o herbicida indaziflam foi eficaz no controle de plantas daninhas nos três anos de avaliação e não foi observada nenhuma injúria ou diferença entre os parâmetros produtivos em todos os tratamentos utilizados. No capítulo 2, o indaziflam foi eficaz no controle de P. dichotomiflorum até os 67 DAA com a maior dosagem utilizada. E o método de avaliação de cobertura vegetal, a partir de imagens aéreas, apresentou boa correlação com os resultados de controle e número de planta, e o software ImageJ pode ser utilizado como alternativa ao DroneDeploy para a análise de imagens aéreas e estimativa de nível de infestação. No capítulo 3, a competição afetou de maneira acentuada o desenvolvimento inicial da cana-de-açúcar e o melhor desenvolvimento da cultura foi observado a 16 cm de PLF.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados